Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Gazeta Esportiva – Flamengo e River Plate fazem a grande decisão do título da Copa Libertadores da América neste sábado, às 17h (de Brasília), no Estádio Monumental de Lima, no Peru. E o confronto não é o primeiro entre as duas equipes pelo torneio continental. Rubro-Negro e Millonarios já duelaram em outras quatro oportunidades pela competição, com invencibilidade brasileira.

A primeira vez que Fla e River se encontraram foi em 1982, pelas semifinais. A fase era disputada por meio de um triangular, no qual o Flamengo entrou direto por ter sido o campeão da edição anterior. River Plate e Peñarol, líderes de seus grupos na primeira fase, completaram a chave.

O jogo de ida entre brasileiros e argentinos foi no Monumental de Núñez, em Buenos Aires. Mesmo fora de casa, o Rubro-Negro foi para cima e conquistou uma grande vitória por 3 a 0. Lico abriu o marcador no primeiro tempo, enquanto Zico e Nunes fecharam o placar na segunda etapa.

Na partida de volta, no Maracanã, o Flamengo voltou a vencer, dessa vez por 4 a 2. Tita, Júnior, Zico e Ronaldo Marques marcaram para os donos da casa, Alzamendi e Bulleri fizeram para os visitantes. No entanto, a equipe carioca acabou perdendo para o Peñarol na última rodada e não se classificou para a decisão.

O Rubro-Negro voltou a encarar os Millonarios pela fase de grupos da Libertadores do ano passado. O primeiro jogo foi no Nilton Santos e terminou empatado em 2 a 2. Henrique Dourado e Éverton fizeram os gols brasileiros, enquanto Camilo Mayada e Rodrigo Mora marcaram para os argentinos.

Em Buenos Aires, nenhuma equipe balançou as redes. A chave terminou com o River na liderança e o Fla na segunda colocação. Depois, o Flamengo foi eliminado para o Cruzeiro nas oitavas de final. O River Plate, por sua vez, foi campeão diante do rival Boca Juniors.

Agora, os dois times se enfrentam em busca do troféu mais cobiçado do continente. O Rubro-Negro vai atrás da sua segunda conquista no torneio. Já os Millonarios tentam subir no lugar mais alto do pódio pela quinta vez.

 

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •