Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Gazeta Esportiva – O Flamengo tenta segurar a pressão do Internacional para conseguir a classificação para as semifinais da Copa Libertadores. As duas equipes se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), pela rodada de volta das quartas de final. Na ida, os cariocas ganharam por 2 a 0 e deram um passo significativo rumo à vaga.

Com o resultado do Maracanã, o Flamengo pode perder por um e até mesmo por dois gols de diferença, porém, a partir de 3 a 1, já que os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate. Se devolver o 2 a 0, o Colorado vai forçar a disputa de pênaltis. Para se garantir mesmo, tem que ganhar por três ou mais gols de diferença.

“O Flamengo mereceu o triunfo no primeiro jogo, mas a nossa estratégia deu certo até sair o primeiro gol deles, em um momento que a partida estava fria. Temos condições de inverter a situação em casa, apesar da dificuldade”, disse o treinador do Colorado, Odair Hellmann.

O sentimento de que não há nada decidido é compartilhado pelos flamenguistas. “Conseguimos um grande resultado, mas sabemos que há mais noventa minutos na casa do Internacional e não podemos vacilar”, explicou o atacante Bruno Henrique.

Os comandados do técnico português Jorge Jesus sabem que precisam ser cautelosos e segurar a pressão do rival. “O Internacional vai tomar a iniciativa do jogo e tentar nos acuar. Não podemos aceitar isso”, disse o lateral-esquerdo Filipe Luís.

Os colorados realmente pretendem impor o seu próprio ritmo. “O Internacional tem uma intensidade grande quando joga diante de sua torcida e estamos apostando nisso para garantirmos a classificação. Temos que fazer nosso jogo de sempre. Temos que botar intensidade, criar chances e fazer os gols. Mais um jogo importante, jogo das nossas vidas, porque é o principal adversário nosso. Está no mesmo patamar que a gente. A gente precisa mostrar a nossa força dentro de casa. Nosso time está preparado. Nosso foco é muito alto. É importante se manter assim. Estamos focados e com muita ansiedade pelo jogo”, disse Guerrero.

Em termos de escalação, o Internacional vai manter a base do confronto de ida. Porém, tem uma dúvida de ordem médica. O atacante Rafael Sóbis, com dores na coxa direita, fará um teste de vestiário. Se for vetado, Wellington Silva assume o posto.

Para este compromisso, o Flamengo terá mudanças em relação ao jogo de ida. O volante Willian Arão cumpre suspensão por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo. O meia Gerson deve atuar recuado como segundo volante na vaga de Arão, com De Arrascaeta e Everton Ribeiro completando o meio campo.

Com a reintegração de Gustavo Cuéllar ao elenco após afastamento por questões disciplinares, o colombiano deve reassumir o posto de primeiro volante entre os onze iniciais. Se optar por uma formação mais cautelosa, Jorge Jesus pode escalar Cuéllar e Piris da Motta para reforçar a marcação e deixar De Arrascaeta como opção no banco.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •