© Agência Brasil Entidade que representa funcionários dos Correios diz que serviços podem ser paralisados
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em assembleias realizadas pelo país na noite de segunda-feira (17/8), os funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) decidiram entrar de greve por tempo indeterminado. A estatal tem cerca de 100 mil trabalhadores por todo o país.

Além de não terem chegado a um acordo com a empresa em termos salariais, os sindicatos querem marcar posição contra os planos do governo federal de privatizar a empresa.

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (FENTECT) informou que tenta, desde o início de julho, dialogar com a direção dos Correios, mas sem sucesso.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •