Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Cerca de 10 meses após a eleição para o governo do Amazonas, o governador Wilson Lima foi denunciado por suposto caixa 2 e compra de votos.

A denúncia foi registrada no dia 22 deste mês na Sala de Atenção ao Cidadão no Ministério Público Federal (MPF) por Vitor Alves que, durante o processo eleitoral, supostamente atuou como um dos coordenadores de campanha.

De acordo com o denunciante, até o final das eleições 484 pessoas atuaram na campanha com contrato assinado embora, assim como ele, nenhum integrante do grupo recebeu cópia do documento.

 

Vitor Alves declarou, também, que esperou sete meses para  denunciar o governador por medo de morrer, por medo de represália e que até tomar a decisão de procurar o MPF sofreu toda sorte de ameaça.

“Fui ameaçado de morte por grandes autoridades do estado; grandes autoridades do estado mexeram com a minha integridade física, tiraram o meu emprego e o meu sustento”, afirma o denunciante em depoimento gravado em vídeo.

O denunciante disse, ainda, que a denúncia levada ao MPF foi sustentada em farta documentação.

Assista a Denúncia


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •