Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um Centro de Operações, com a presença de pelo menos 30 órgãos das esferas Estadual, Municipal e Federal, será instalado na Arena da Amazônia, neste sábado (15 de março), para coordenar o plano operacional no estádio e entorno durante o jogo entre Fast e Princesa do Solimões, que disputam a primeira partida da final do Campeonato Amazonense de Futebol, com início às 15h.

Somente na área de segurança, estarão envolvidos na operação 2,2 mil servidores, entre policiais militares e civis, bombeiros, guardas municipais e agentes de trânsito, entre outros. A partida será mais um teste da operação da Arena da Amazônia. É esperado público de 20 mil pessoas, que entrará no estádio a partir das 13h.

Instalado no Nível 1, Acesso Norte, Seção 130 da Arena, o Centro de Operações estará aberto para visitação da imprensa. No local, além dos órgãos diretamente ligados à operação da Arena, estará funcionando o Centro Integrado de Comando e Controle Local (CICC-L), que acompanha todas as ações da área de segurança.

De acordo com o secretário executivo de Grandes Eventos daSecretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coronel Dan Câmara, o plano desenhado para o jogo deste sábado segue o modelo utilizado no evento de inauguração da Arena da Amazônia, no dia 9 de março, visando a segurança e, principalmente, a minimização dos transtornos à mobilidade urbana.

“O Centro de Operações será o local onde todos os órgãos envolvidos na operação, das esferas Municipal, Estadual e Federal, estarão concentrados avaliando todas as etapas do jogo e dando soluções para qualquer tipo de problema”, destacou Câmara, ao ressaltar que o modelo de operação, após passar por todos os ajustes e alinhamentos, será adotado durante os jogos da Copa do Mundo, em junho próximo.

As ações de segurança serão adotadas dentro e fora da Arena, disse Câmara. “Nossa preocupação é garantir uma chegada tranquila dos torcedores e também que dentro da Arena o jogo ocorra sem tumulto ou qualquer tipo de ocorrência semelhante”. Ele destaca que haverá fiscalização e controle no acesso para evitar que objetos inadequados como foguetes, materiais cortantes, alimentos e bebidas alcoólicas entrem na Arena, assim como o combate aos cambistas.

O grupo de Inteligência, coordenado pela Secretaria Executiva de Inteligência da SSP-AM, atuará no monitoramento de manifestações ilegais, possíveis ameaças e tumulto e terá apoio de uma tropa especializada.

De acordo com o coronel Dan Câmara, será montada uma operação especial juntamente com o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Secretaria de Estado de Esporte (Sejel) e Fundação Vila Olímpica (FVO) para atender idosos, deficientes e obesos. Ônibus adaptados serão disponibilizados da Vila Olímpica até a Arena.

Trânsito– A partir das 10 horas deste sábado, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) realizará o monitoramento do entorno da Arena da Amazônia e a interdição de vias como parte do plano de operação do jogo entre Fast e Princesa do Solimões. Serão destinados 60 agentes de trânsito para monitorar o tráfego nas proximidades do estádio.

As principais interdições acontecerão a partir das 10 horas, na avenida Constantino Nery, sentido bairro/Centro até a avenida Pedro Teixeira. O sentido Centro/bairro da avenida Constantino Nery fluirá normalmente. A avenida Pedro Teixeira ficará interditada entre o trecho da avenida Constantino Nery até a Fundação de Medicina Tropical, no sentido bairro/Centro. A avenida Loris Cordovil estará liberada.

A orientação do Manaustrans para os condutores que vêm pela avenida Torquato Tapajós, sentido bairro/Centro, é que acessem as avenidas Djalma Batista e Mário Ypiranga. Quem se desloca pela avenida Loris Cordovil, poderá fazer o retorno na rua Belmiro Vianez ou seguir para a avenida Desembargador João Machado. Quem estiver na avenida Pedro Teixeira, deve acessar a avenida Teomário Pinto (prolongamento da avenida Darcy Vargas), nos dois sentidos.

De acordo com o Manaustrans, caso haja necessidade, devido à dinâmica de trânsito de veículos e pedestres, agentes do órgão realizarão o fechamento da avenida Pedro Teixeira, a partir da avenida Djalma Batista, sentido Centro-bairro.

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) vai atuar com 40 agentes, sendo 25 na fiscalização direta de crimes de trânsito e 15 em campanhas de conscientização. A operação vai contar com apoio de cinco veículos, sendo um guincho para a retirada de veículos estacionados irregularmente. Os agentes vão apoiar também as ações do Manaustrans.

Polícia Militar –A Polícia Militar do Amazonas atuará com efetivo de 1.600 policiais, 25 viaturas e 6 vans, dentro e no entorno da Arena da Amazônia. Os PMs atuarão também em quatro pontos de contenção de ruas (na avenida Constatino Nery e na Avenida do Samba). Dentro do estádio serão 735 policiais divididos dentro e fora do campo. Policiais do esquadrão antibombas e também do choque estarão disponíveis dentro do estádio para casos de necessidade.

Polícia Civil –Cerca de 80 policiais civis, entre delegados, escrivães, investigadores, além de integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) vão atuar durante a partida entre Fast Clube e Princesa do Solimões.

Uma base da Polícia Civil vai ser montada na parte do subsolo do estádio para serem atendidas possíveis ocorrências nas proximidades da Arena Amazônia. Um perito criminal também ficará à disposição caso seja necessária realização do trabalho da perícia no entorno ou dentro do estádio, sem que haja o deslocamento de equipes do Instituto de Criminalística.O 10º e o 12º Distritos Integrados de Polícia (DIPs) vão ter o efetivo reforçado para atender as ocorrências ligadas àquela área.

Corpo de Bombeiros –O Corpo de Bombeiros vai trabalhar com100 profissionais e 14viaturas.No perímetrointerno serão empregados 53bombeiros e 4 viaturaspara as atividades de salvamentoem altura. Noperímetro externo, serão 45homens e 10 viaturas nas atividades de combate a incêndio.

Central de monitoramento –Como no jogo de inauguração do último domingo, dia 9,oesquema de segurança contará ainda com 19 câmeras internas e externas no estádio, além de uma plataforma móvel elevada, equipada com 15 câmeras. Dois Centros de Comando e Controle serão montados, também na Arena; sendo o Local na parte interna e o móvel na parte externa do estádio.

Restrições para acesso à Arena –Os torcedores que forem ao jogo precisam ficar atentos e evitar o uso de bolsas grandes e mochilas; se possível, levar apenas documentos, o ingresso; e as mulheres, bolsas pequenas.

Outro alerta é quanto ao uso de guarda-chuvas, bandeiras ou cartazes com mais de dois metros, mastros e instrumentos musicais, fogos de artifícios e garrafas que estão proibidos. Assim como quaisquer tipos de alimentos e bebidas, exceto aqueles adquiridos dentro do estádio ou específicos para diabéticos. As autoridades recomendam levar apenas capas de chuva.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •