Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação Estadual do Índio (FEI), e o Grupo Formigueiro de Lindoia participaram, no último final de semana, da Assembleia Geral da Associação Indígena Aldeia Jaçanã, localizada no Km 219 da rodovia AM-010 (Manaus-Itacoatiara). Durante a reunião, foram colocadas as necessidades da aldeia, que fica em Itacoatiara, município da Região Metropolitana de Manaus, distante 176 quilômetros da capital.

“Atendemos à solicitação e nos fizemos presentes. Ouvimos atentamente todas as reivindicações, e vamos fazer o que estiver ao nosso alcance. Vamos tentar articular, junto aos órgãos competentes, algumas das situações expostas pela comunidade”, explicou Edivaldo Munduruku, diretor-presidente da FEI.

A aldeia Jaçanã, criada há seis meses, é formada por dez etnias (Baré, Tukano, Mura, Dessano, Ticuna, Piranhã, Mundurucu, Kanamari, Quincavas e Guará), com 69 famílias, aproximadamente 277 pessoas entre crianças e adultos, e é liderada pela cacica-geral Ana Mura.  A cacica destacou alguns problemas de infraestrutura na comunidade e dirigiu seus pedidos à FEI.

“Agradecemos à FEI por se fazer presente e ouvir as nossas solicitações. Fizemos o convite a outros órgãos para participar dessa reunião, inclusive de Itacoatiara. É de fundamental importância a presença da fundação, que está sempre disponível em ajudar a comunidade”, comentou a cacica.

A fundação já esteve na aldeia outras vezes para tratar de parcerias e implantação de projetos voltados a atividades produtivas da agricultura familiar, organização dos produtores indígenas, acesso a programas e chamadas públicas para aquisição de produtos da agricultura familiar e orientação sobre constituição de associações comunitárias com fins produtivos.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •