Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) atacou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) em publicação feita neste sábado, 21, pelo Twitter. Na postagem, Haddad classifica Witzel como “um assassino” e pede a saída do mandatário fluminense do cargo por meio de um impeachment.

“Fora Witzel”, começou o petista. “Tenho evitado tuitar esses dias. Coisas absurdas acontecendo. Mas, com toda sinceridade, eu realmente penso que há razões de sobra para que se peça o impeachment de Witzel. Ele é o grande responsável pelas atrocidades que se cometem no Rio de Janeiro. Um assassino!”, tuitou.

Na noite desta sexta-feira, 20, Agatha Vitória Sales Félix, de 8 anos, foi atingida nas costas por um disparo de fuzil no Complexo do Alemão, conjunto de favelas na Zona Norte do Rio, e não resistiu. A menina morreu no Hospital estadual Getúlio Vargas na manhã deste sábado, 21.

O assassinato da criança foi um dos tópicos principais em discussão nas redes sociais neste fim de semana. Na tarde de sábado, a hashtag #ACulpaEDoWitzel aparece como uma das mais citadas entre os assuntos mais tratados na plataforma em âmbito mundial.

O governador ainda não se manifestou sobre o caso publicamente. Em nota, o governo do Rio lamentou a morte da menina e disse que “as mortes decorrentes de intervenção de agente público são apuradas pelas corregedorias e em inquéritos da Delegacia de Homicídios. Caso comprovado algum excesso, são aplicadas punições previstas em Lei”. A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) afirmou que irá abrir um procedimento apuratório para verificar todas as circunstâncias da ação policial. (veja.com) 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •