Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um homem de 45 anos contratou uma travesti de 39 anos para um programa sexual na madrugada de sábado (8), acreditando que ela era uma mulher. Ao descobrir que não, os dois se envolveram em uma confusão que acabou na delegacia.

A Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de briga de casal, quando ao chegar ao local, na região do Zero KM, no Bairro Jardim Potiguar, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), viu que se tratava de um desacordo comercial.

O homem contou que contratou o programa, mas que quando percebeu se tratar de uma travesti, pediu seu dinheiro de volta, R$ 300.

A travesti, no entanto, se recusou a devolver o valor pago e os dois começaram a discutir e se agredir.

O homem disse à polícia que a contratada chegou a tentar agredi-lo com uma faca, objeto que foi encontrado pelos militares na bolsa dela.

Com isso, os dois foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Várzea Grande, onde o caso foi registrado como vias de fato. (O Livre)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •