Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O açougueiro Vanderson de Almeida, 22 anos, acusado de esquartejar a ex-namorada, Ketley Estefany Silva Nascimento (foto em destaque), 17 anos, teria deixado o corpo da adolescente guardado dentro de um freezer por quase dois dias, em Águas Lindas (GO). Só depois, ele fugiu para a Bahia. O homem foi encontrado nesta quinta-feira (23/01/2020) na cidade de Luís Eduardo Magalhães.

Segundo o delegado do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH), Cléber Junio Martins, Vanderson confessou o feminicídio. Ele não gostou de ver mensagens trocadas com outro homem no celular dela. “Já teria acontecido uma traição anterior. Ele perdoou, mas agora estaria acontecendo novamente”, diz.

“Logo depois, ela foi para a casa de uma tia, na Cidade Ocidental, e passou mais de um mês lá”, detalha. No último sábado (18/01/2020), no entanto, Vanderson teria ido até o endereço da tia e convencido a adolescente a voltar para a residência onde os dois moravam. “A suspeita que temos é que ele matou a garota já no sábado à noite”, diz Nunes.

De acordo com oitivas, a jovem parecia ter aceitado de bom grado a volta do namoro. “Deu a entender que eles voltaram tranquilamente. Não foram relatadas brigas nem nada do tipo”, lembra.

Caso se confirme a data da morte, o açougueiro teria passado o domingo (19/01/2020) inteiro com o corpo da ex-namorada dentro do refrigerador sem que alguém desconfiasse. Ele fugiu para a Bahia na segunda-feira (20/01/2020). (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •