Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O indiano Shyam Lal Yadav, 74 anos, nunca imaginou que um simples “galo” poderia trazer tantos problemas para a sua vida. Em entrevistas à imprensa internacional, o homem disse ter batido a cabeça cinco anos atrás, quando uma pequena saliência surgiu. Como o machucado não o incomodava, ele não procurou ajuda médica.

Acontece que o “galo” nunca mais parou de crescer. Cresceu tanto que chegou a 10 centímetros, formando uma espécie de “chifre”. Foi aí que Yadav procurou um hospital em Sagar, na Índia, para resolver o problema, que também é conhecido pela infame alcunha de “chifre do diabo”.

De acordo com os médicos que realizaram o procedimento de retirada, o “chifre” era formado por queratina, a mesma proteína que constitui unhas e cabelos humanos. O local em que a protuberância estava foi tratado, para evitar uma nova formação. O paciente precisou ficar dez dias internado após a cirurgia.

Segundo a equipe médica responsável pelo procedimento, o paciente teria ignorado o calo sebáceo por muito tempo, que enrijeceu e não parou mais de crescer. Ainda não se sabe o que pode causar a condição, mas acredita-se que a exposição à radiação e à luz solar favoreceram o surgimento dos “chifres”. O caso será relatado na revista especializada International Journal of Surgery.

(Com informações do portal Daily Mail.) – Metrópoles


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •