Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na capital, pelo menos 50 processos de crimes contra a vida (tentados e consumados) irão a julgamento durante a Semana Nacional do Júri, um número considerado alto e o evento vai envolver também a Defensoria e Ministério Públicos, além de contar com o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil.

A Vara Única da Comarca de Eirunepé, no interior do Amazonas, vai realizar cinco julgamentos na Semana Nacional do Júri, no período de 17 (segunda-feira) a 21 de março (sexta-feira) deste ano.

As sessões do Júri serão presididas pelo juiz de Direito Leoney Figlioulo Harraquian.

Na capital, pelo menos 50 processos de crimes contra vida (homicídio e tentativas de homicídios) das três Varas do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus estarão em pauta durante a 1ª Semana Nacional do Tribunal do Júri, que vai acontecer de 17 a 21 de março deste ano.

O objetivo é alavancar a meta 4 da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), que prevê o julgamento, até outubro de 2014, de todas as ações penais de homicídios dolosos que tenham recebido denúncia até 31 de dezembro de 2009.

Na capital, a coordenação do evento é da Mirza Telma de Oliveira, titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri, e que tem trabalhando nos últimos meses no sentido de agilizar os trabalhos e a logística para a realização dos julgamentos pautados o período. A prioridade é julgar processos cujos réus estão presos.

A previsão é que sejam realizados oito julgamentos por dia. Além do plenário e o auditório do Fórum Henoch Reis, serão utilizados os auditórios do Uninorte, Ordem dos Advogados do Brasil e Esbam.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •