Flávio Rodrigues foi assassinado e seu corpo encontrado no dia 30/09 no Tarumã (Foto Reprodução do Facebook)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Imagens captadas pelas câmeras de segurança do Condomínio Passaredo, localizado bairro Tarumã, no dia 29 de setembro, da que marca o episódio que culminou com a morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, de 42 anos, são esclarecedoras e podem ser definitivas para a conclusão do inquérito policial.

De acordo com as imagens, 10 minutos após a Mayc e Elizeu, acusados do crime, entrarem no Passaredo, por exemplo, Magno, também preso como suspeito de envolvimento na morte do engenheiro, vai até portaria e pede ajuda após ser esfaqueado nas costas. Em depoimento à polícia, Magno confirma o que revela as imagens (veja vídeo).

Em outra imagem não dá para negar que Elizeu deixa o condomínio dirigindo um veículo com Mayc no banco de trás. Neste detalhe Flávio aparece, supostamente vivo, imobilizado por Mayc.

Independentemente das imagens extraídas das câmeras de segurança do condomínio, tanto Alejandro Valeiko, quanto Elielton Magno e Júnior Gordo disseram em seus respectivos depoimentos à polícia que estavam na sala de estar da casa do Condomínio Passaredo quando dois homens encapuzados entraram no local.
 
À polícia, os três envolvidos na morte do engenheiro afirmaram que os “visitantes” – o policial militar Elizeu da Paz e Mayc Vinícius Teixeira Parede-, estavam encapuzados. Disseram, ainda, que Mayc Vinícius Teixeira Parede, que entrou na casa de Alejandro, levando-o em seguida para carro de Elizeu.

Para entender


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •