O sargento Elizeu da Paz aparece entrando no condomínio acompanhado de Mayc Vinícius, que é identificado sentado no banco do carona
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Eliseu da Paz de Souza, sargento da Polícia Militar, que aparece em vídeo nesta sexta-feira (4), entrando e saindo do condomínio “Passaredo”, ainda não se apresentou à polícia.

Mas pelo conteúdo do vídeo obtido de uma câmera de segurança do condomínio, o PM terá muito que explicar aos delegados Aldeney Goes Alves, do 19º Distrito Integrado de Polícia e Paulo Martins, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), assim que for preso ou se apresentar a polícia.

O PM, lotado na Casa Militar da Prefeitura de Manaus, é suspeito de participação na morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos.

No vídeo, Eliseu da Paz aparece acompanhado de Mayc Vinícius Teixeira Parede, que é identificado sentado no banco do carona.

O relógio da filmagem marca 22h14.

Às 22h33, 19 minutos depois de entrar no Passaredo, o sargento da PM deixa o condomínio, mas Mayc Vinícius, não está mais no banco do carona agora se encontra sentado no banco detrás segurando algo que para policiais é o corpo do engenheiro.

O corpo da vítima foi encontrado já sem vida na tarde de segunda-feira (30) num terreno no bairro Tarumã. Flávio Rodrigues foi visto com vida no domingo, dia 29, na casa de Alejandro Valeiko.

Prisões

Na manhã de quinta-feira (3), o juiz Alcides Carvalho Vieira Filho, plantonista da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, a pedido do delegado do 19º DIP, Aldeney Goes Alves, expediu mandados de prisão mandados de prisão contra o sargento da PM, Eliseu da Paz Souza, Mayc Vinícius Teixeira Parede, José Evandro Martins de Souza Júnior e Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior.

No início da noite, a juíza da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Ana Paula de Medeiros Braga, decretou a prisão temporária de Alejandro Molina Waleiko e do chefe de cozinha, Vittorio Del Gato.

A magistrada acatou pedido da Polícia Civil do Estado do Amazonas no processo que apura o homicídio que vitimou um engenheiro, no último domingo (29), na cidade de Manaus. O crime teria ocorrido no bairro Tarumã (zona Oeste de Manaus), onde o corpo da vítima foi encontrado no dia seguinte (dia 30) por populares.

Suspeita de Participação de PM

De acordo com o Blog da Rosiene Carvalho, no pedido de prisão o delegado Aldeney Goes relata sua suspeita sobre a participação do policial no homicídio.

“O segurança institucional ELIZEU DA PAZ DE SOUZA é policial militar cedido para a Prefeitura de Manaus e mantem consigo um Corolla que é alugado pelo poder público para servir como viatura na prestação de seus serviços na guarda de ALEJANDRO MOLINA VALEIKO (familiar do prefeito municipal), tendo ele cadastro biométrico que o permite acessar o condomínio”.

Mesmo assim naquela data o policial ELIZEU DA PAZ DE SOUZA não usou o registro biométrico e tão logo viu a confusão começar tratou de sair de local de forma estranha e rápida, como que se fugisse levando algo, o que poderia ser o corpo da vítima FLÁVIO RODRIGUES DOS SANTOS pois nenhum outro veículo saiu até a chegada dos policiais”.

Em outro trecho do pedido de prisão, o delegado afirma:

“Também há que se relatar que ELIELTON MAGNO DE MENEZES GOMES JÚNIOR, que estava no local dos fatos, alega ter sido ameaçado por arma de fogo e ter sofrido dois ferimentos a faca nas costas produzidas por uma pessoa que tem a mesma compleição física do ora representado ELIZEU DA PAZ DE SOUZA, o qual comprovadamente teve acesso ao local”.

PM vai se entregar

O sargento da PM, Eliseu da Paz de Souza, suspeito de envolvimento na morte do engenheiro, Flávio Rodrigues dos Santos, teve a prisão temporária decretada, mas a polícia não o localizou para cumprir o mandado de prisão.

De acordo com informações ainda do Blog da Rosiene Carvalho, o policial militar, acompanhado de sua advogada Catharina Estrella, deverá se apresentar nesta sexta-feira (4), ao delegado Paulo Martins, na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •