Incêndio florestal destrói casa em Vacaville, no Estado americano da Califórnia - Josh Edelson/AFP
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Los Angeles | AFP Milhares de moradores de uma cidade do norte da Califórnia tiveram de deixar suas casas nesta quarta (19), depois de incêndios florestais destruírem dezenas de imóveis durante a noite.

As chamas nos arredores de Vacaville, cidade de cerca de 100 mil habitantes perto da capital do estado, Sacramento, foram parte de uma série de incêndios que avançou sobre cerca de 8.200 hectares nos últimos dias em três condados.

Alguns moradores deixaram suas casas vestidos com pijamas enquanto as chamas levantavam nas estradas e explodiam tubulações de gás em várias residências.

Muitas pessoas sofreram queimaduras ao correr para se salvar. Os bombeiros relataram, em seu boletim no início da manhã, que o incêndio progredia fora de controle, ameaçando cerca de 1.900 construções.

Cerca de 20 incêndios foram registrados em todo o norte do estado depois de uma intensa tempestade no início da semana, conhecida como Complexo de Relâmpagos LNU, que destruiu edifícios em três condados e é causada em meio a uma escaldante onda de calor.

O governador Gavin Newsom declarou estado de emergência na terça (18) para facilitar a liberação de fundos contra os incêndios, “agravados pela histórica onda de calor da costa oeste e ventos fortes e constantes”.

“A Califórnia experimentou 10.849 descargas de raios nas últimas 72 horas e um recorde mundial de temperaturas de calor”, disse o democrata em uma rede social. “Atualmente, estamos lutando contra 367 incêndios conhecidos. Obrigado a nossos bombeiros, equipes de primeiro socorros e todos os que estão na linha de frente protegendo os californianos durante este tempo.”

Newson também agradeceu os reforços enviados de Nevada, Arizona e Texas para combater as chamas na Califórnia, onde outros 30 focos afetaram cerca de 48.562 hectares em todo o estado.

Recorde de calor e restrições

O LNU —desencadeado por uma tempestade no início da semana na área da baía— afetou os condados de Sonoma, Lake, Napa e Solano, alguns ainda se recuperando de incêndios devastadores em anos anteriores.

Os incêndios florestais se espalham de forma descontrolada e foram intensificados pelo calor recorde.

Na última semana, o Vale da Morte, na Califórnia, passou por máximas recordes, e os termômetros chegaram a marcar 54,4ºC. Cerca de 45 milhões de pessoas em todo o oeste dos Estados Unidos estavam sob alerta de calor excessivo nesta quarta-feira.

As temperaturas escaldantes pressionaram a rede elétrica com apagões que deixaram cerca de 30 mil pessoas sem luz, de acordo com PowerOffset.us.

Os incêndios florestais se tornaram mais frequentes e maiores na Califórnia nos últimos anos, em parte devido às mudanças climáticas. O incêndio mais mortal da história do estado, o Camp, ocorreu no norte do estado em novembro de 2018 e matou 86 pessoas.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •