Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Internada em unidade de UTI do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo desde a última quinta-feira (3) a médica Dieynne Saugo, após ser picada por uma cobra jararaca, foi diagnosticada com Covid-19. A informação foi divulgada pela irmã dela, Nathalia Saugo, no Instagram. “Ontem (sexta) foi feito um teste de Covid, logo quando chegou ao hospital. Para nossa infelicidade, o teste deu positivo”, disse a irmã em texto na rede social.

Dieynne foi picada pela cobra no domingo passado (31/8) quando tomava banho de cachoeira no Parque da Serra Azul, em Nobres (MT). Logo após o incidente, ela foi levada para um hospital em Cuiabá e, há dois dias, foi transferida para o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

A família está realizando uma vaquinha online para ajudar nas despesas com o tratamento de Dyienne. Até agora já foram arrecadados com a vaquinha mais de 100 mil, a partir de mais de 800 doações.

O caso

Dieynne foi picada no rosto e no braço depois que a cobra venenosa caiu na queda d’ água enquanto a vítima se banhava. O animal tinha cerca de dois metros de comprimento.

Amigos da médica filmaram o momento do ataque. Nas imagens, é possível ver quando ela começa a gritar. A pousada em que o grupo estava hospedado não tinha soro antiofídico.

A vítima foi encaminhada para um hospital em Cuiabá, onde passou por cirurgia e foi internada em estado grave na UTI.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •