Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) começou na quarta-feira (22/01), mais uma frente de trabalho com os reeducandos do projeto de ressocialização “Trabalhando a Liberdade”. O grupo iniciou a manutenção da Diretoria de Tecnologia da Polícia Militar, no prédio do Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas, localizado na rua Benjamin Constant, no bairro de Petrópolis, zona sul de Manaus.

Até o final desta semana, cinco internos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no Km 08 da BR-174 (Manaus-Boa Vista), irão realizar serviços de manutenção elétrica e construção civil no local, sob a supervisão dos agentes de socialização da empresa de Reviver Administração Prisional Privada Ltda.

Segundo o diretor da unidade, Lucas Maceda, o projeto visa oportunizar aos internos o trabalho para remição de pena, bem como a profissionalização dos mesmos.

“Conseguimos alcançar o prédio da Diretoria de Tecnologia da Polícia Militar, que necessitava de reparos na estrutura, implantação de portas, restauração na fiação elétrica, entre outros serviços. Isso vai viabilizar o dinamismo no trabalho dos policiais que desenvolvem suas atividades laborais. O próximo passo é dar continuidade às parcerias com outras secretarias do Estado para, além de melhorar o bem-estar dos servidores dos outros órgãos, exonerar o Estado das reformas de pequena monta usando a mão de obra carcerária”, disse.

Remição da pena – Os reeducandos do projeto de ressocialização “Trabalhando a Liberdade”, criado neste ano pela Seap, têm direito à remição da pena pelo trabalho não remunerado. De acordo com a LEP, a cada três dias de trabalho, o interno pode remir um dia de sua pena.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •