Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

ESTADÃO – O Irã anunciou neste domingo que capturou um navio estrangeiro no Golfo, o terceiro interceptado pelo país em menos de um mês nesta região estratégica, que gerou tensões entre Teerã e Washington recentemente.

As forças navais da Guarda Revolucionária, o exército ideológico do regime, capturaram um navio-tanque, mas, por enquanto, não especificaram sua nacionalidade.

Sete membros da tripulação estrangeira foram presos durante a operação, que ocorreu na quarta-feira, segundo a agência de notícias Fars. O navio capturado carregava “700 mil litros de combustível contrabandeado nas proximidades da ilha de Farsi”, no norte do Golfo, disse a agência de imprensa IRNA, citando uma declaração da Guarda Revolucionária. Também segundo a agência, o navio foi transferido para o porto de Bushehr e “sua carga de combustível contrabandeado, entregue às autoridades”.

O navio estava indo para os países árabes do Golfo, de acordo com o general Ramezan Zirahi, comandante das forças da Guarda Revolucionária que capturaram o navio.

Outras capturas. Um terço do petróleo que transita por mar no mundo o faz através do Estreito de Ormuz, localizado na região, segundo a Administração de Informações sobre Energia dos Estados Unidos.  Esta é a terceira embarcação interceptada pelo Irã na região em menos de um mês: no dia 19 de julho, dois navios britânicos foram capturados. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •