Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O sonho de quem deseja fazer intercâmbio ainda depende de enfrentar protocolos rígidos e, em alguns casos, as barreiras de fronteiras fechadas em razão da pandemia do novo coronavírus. Mas há países onde a entrada está liberada mediante o cumprimento de medidas, como a quarentena de 14 dias após a chegada. Diante disso, será que já é a hora de retomar os planos para o intercâmbio?

Com uma segunda onda de casos que ameaça a Europa, os protocolos para recebimento de estudantes mudam constantemente. Embora países como Inglaterra, Portugal e Irlanda estejam recebendo estudantes brasileiros (com adoção de protocolos de segurança), outros países, como Alemanha e Espanha, mudaram as políticas e voltaram a dificultar e barrar o acesso, respectivamente.

Em 3 de setembro, a Espanha, que estava liberando a entrada com visto de estudante e seguro viagem, voltou com a restrição. Até então, só era obrigatório preencher um formulário de saúde pública, sem a necessidade de quarentena. As idas e vindas trazem insegurança para futuros intercambistas, que muitas vezes têm uma só oportunidade de fazer a viagem dos sonhos.

“Os países que tomaram algumas decisões de reaberturas estão tendo alguns casos de novas infecções, como a Espanha, um dos países mais afetados da Europa, que reabriu totalmente suas fronteiras e atualmente está com índice alto de contaminação (mais de 53 mil somente na semana retrasada)“, disse Maura Leão, presidente da Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio (Belta). Com informações de Estadão.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •