Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A pandemia do novo coronavírus atrapalhou os planos dos times de futebol. Para Jorge Jesus, o Flamengo foi um dos clubes mais prejudicados, já que caminhava para uma hegemonia no futebol brasileiro. Antes da crise, o time conquistou três competições: a Recopa Sul-Americana, a Supercopa do Brasil e a Taça Guanabara.

“O Flamengo estava no caminho certo para uma hegemonia no futebol brasileiro, não tenho dúvidas. Essa pandemia foi muito ruim. Ela tirou o entusiasmo do Flamengo, por exemplo. E isso pode fazer a diferença na hora de ser hegemônico”, disse o técnico à FlaTV, o canal oficial do Flamengo no YouTube.

Para o treinador, o time carioca tem uma das maiores torcidas do mundo, mas ainda não pode ser colocado entre as maiores equipes em termos de conquistas. “O Flamengo está entre os grandes clubes do mundo em termos de torcida, talvez entre os cinco maiores. Mas não em termos de título. Está começando. O Real Madrid é dos maiores porque ganhou mais de dez Champions. O Barcelona está entre os maiores do mundo porque sempre ganha títulos internacionais. E as equipes que ganham só de vez em quando não podem ser consideradas entre as maiores do mundo”.

Focando na atual temporada, Jesus destaca que a equipe precisa manter o foco. “O Flamengo não quer defender o título da Libertadores, não quer defender o título do Brasileirão, o Flamengo quer ganhar esses títulos como se os estivesse buscando pela primeira vez. São coisas completamente diferentes. Esse é o grande desafio para o Flamengo continuar a vencer”, afirma.

Jesus acertou a sua permanência no clube no início do mês. Ele tem vínculo com o Flamengo até junho de 2021. (Estadão)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •