Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Conhecido por atrasar salários de funcionários e não cumprir determinação da Justiça Trabalhista, o Jornal Amazonas EM TEMPO teve o fornecimento de água e energia interrompido na tarde da última terça-feira (17/09) e da quarta-feira (18/09) pelas empresas Águas de Manaus e Amazonas Energia, respectivamente.

Acostumado a cobrar moralidade de outros empresários, o proprietário do jornal, Otávio Raman Neves, sumiu do jornal sem dar satisfação aos funcionários e direção da empresa.

O rombo que passa os R$ 45 mil somente na concessionária de energia fez com que o matutino a atuasse, por via de gerador, o que não segurou todo o abastecimento do prédio, obrigando os servidores a trabalhar no calor. Outro detalhe é a falta de água incomodando os servidores principalmente nos banheiros.

Nos corredores do jornal, alguns membros da diretoria afirmam que a falta de pagamento é devido ao não recebimento de cota de patrocínio de publicidade. 

Mais decisão

Vale lembrar que no primeiro semestre, o jornal teve a máquina rotativa, onde é impresso o jornal, embargada pela Justiça, em um processo em que envolve uma produtora de show.

Salários atrasados

É recorrente o atraso no pagamento dos salários dos funcionários do jornal, obrigando os jornalistas a aceitarem tais condições sob ameaça de demissão em massa. Neste momento, dezenas de jornalistas estão com salários atrasados, FGTS não depositado. Outros ex-funcionários se humilham em varas trabalhistas em busca do pagamento de indenização e de FGTS.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •