Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

José de Abreu usou seu Instagram nesta quarta-feira (09/09) para se despedir da irmã Maria Elvira e do filho dela, Itamar, que estava em coma há 15 anos. O ator fez um post emocionado contando que os dois faleceram em um intervalo de apenas três dias.

“Dias difíceis. Anteontem morreu meu sobrinho Itamar. Hoje morreu minha irmã, sua mãe, Maria Elvira. Quatro anos mais velha que eu, sempre me ensinou muito: principalmente a cantar. Dor imensa!”, desabafou o ator, de 74 anos.

Ele também publicou uma foto da família e recordou a última vez que estiveram juntos. “Há dois anos resolvi levar os filhos e netos para visitar minha irmã. Foi a última vez. Foi bom. Comemos, bebemos, cantamos. Vai com Deus, Maria Elvira de Abreu Bopp. RIP”, afirmou o ator.

Nas redes sociais, a sobrinha-neta de José de Abreu, a influenciadora Maria Bopp, conhecida também como Blogueirinha do Fim do Mundo, deu mais detalhes sobre o falecimento da avó e do tio.

Ela contou que Itamar entrou em em coma em 2005, depois de um infarto e longa parada cardíaca aos 41 anos. “Já contei algumas vezes da história do meu tio Má, que estava em coma há 15 anos. Ontem ele decidiu que era hora de ir embora. Má, eu só posso te agradecer!”, disse ela

“Aos quatorze anos, quando você dormiu, vivi um big bang de dores muito adultas, mas que fizeram eu ser quem eu sou hoje. Graças a você aprendi que tem coisas na vida que estão fora do nosso controle e que a impotência caminha junto com a humildade. Vivi meu primeiro luto (ainda que de mãos dadas com a fé). Reconheci também quando é hora da esperança se recolher pra dar espaço pro conforto da resignação. E aprendi, principalmente, que a ausência física não significa o fim”, ponderou ela.

Maria também contou que a família ainda não tinha revelado à Maria Elvira sobre a morte do filho. “Estávamos ensaiando como faríamos isso. Eles sempre foram muito conectados e nas últimas semanas isso ficou muito claro. O fio invisível que entrelaçava a vida dos dois passou a ser concreto e palpável. Hoje cedo o Má decidiu que minha vó não precisava passar por essa dor. Ele simplesmente entrou no quarto e levou ela junto com ele. Minha vó partiu de manhã, sem dor, rápida e tranquilamente, num dia luminoso como ela”, escreveu. Com informações de Metrópoles.

View this post on Instagram

Ainda não tínhamos contado a notícia da morte do meu tio Má pra minha vó, estávamos ensaiando como faríamos isso. Eles sempre foram muito conectados e nas últimas semanas isso ficou muito claro. O fio invisível que entrelaçava a vida dos dois passou a ser concreto e palpável. Hoje cedo o Má decidiu que minha vó não precisava passar por essa dor. Ele simplesmente entrou no quarto e levou ela junto com ele. Minha vó partiu de manhã, sem dor, rápida e tranquilamente, num dia luminoso como ela. Foi exatamente como deveria ser, da melhor maneira possível. Me alivia muito pensar que eles estão juntos, lindos e coloridos, desfrutando desse amor insolúvel. Minha vó era um capítulo à parte – ainda vou escrever algo exclusivamente pra ela. Maria Elvira de Abreu Bopp, a mulher mais linda e poderosa que passou pela terra! Minha vó sempre foi um acontecimento, um vulcão, um blockbuster! Impossível não ser arrebatado por toda sua maravilhosidade, em todos os sentidos da palavra! Eu sei que o período de coma do meu tio causou muita dor a ela, mas eles tiveram um final feliz. Essa certeza me acalma o coração. Obrigada mais uma vez, Má, por esse gesto final. Te amo muito e pra sempre, vovó! 🤍🤍🤍

A post shared by Maria Bopp ⚡️ (@mariabopp) on


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •