Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O governador José Melo (PROS), tem falado num investimento de milhões na saúde, mas para os pais que tem procurado o Hospital e Pronto-Socorro da Criança da Zona Oeste de Manaus, localizado na Avenida Brasil, na Compensa, ao que parece esse investimento está longe.

Ontem, dezenas de mães estavam revoltadas com o péssimo atendimento no pronto-socorro. De acordo com Eldilene Vieira da Costa, mãe da pequena Rebeca Vitória, desde às 10h da manhã estava com sua filha, que esta com pneumonia e rota vírus, mas mesmo com o quadro clínico ruim a menina só foi atendida no final da tarde.

Com a filha no colo, Eldilene Vieira, disse está revoltada com o atendimento no pronto-socorro

Eldilene, disse que a médica, Renata Castro, apenas olha para as crianças e já passa a medicação. “Já vim outras vezes aqui, várias já chegaram a desistir do atendimento e ir embora a procura de socorro em outro estabelecimento de saúde”, acrescentou, informando que a direção da unidade de saúde não tem feito nada para punir os médicos que tratam mal, atendem as pessoas de qualquer maneira e quando quererm.

“Aqui podemos ver que estamos completamente abandonados pelo governo. Estamos precisando de ajuda”, disse um pai, que temendo represália pediu para não ter o nome revelado.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •