Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A ex-primeira-dama do Amazonas, Nejmi Aziz, esposa do senador e ex-governador do Amazonas, Omar Aziz (PSD) foi presa pela segunda vez na, manhã desta quarta-feira (31), pela Polícia Federal. Ela deverá cumprir o restante da temporária, que é de cinco dias.

Nejmi Aziz passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e, segundo a Polícia Federal, deve dar entrada no Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), localizado no quilômetro 8 da BR-174 (Manaus/Boa Vista), até o final desta manhã.

Após passar dois dias em uma das celas do Centro de Detenção Provisória Feminino, por força de habeas corpus concedida pela desembargadora federal, Maria do Carmo Cardoso, corregedora regional da Justiça Federal da 1ª Região, atendeu parcialmente o pedido de liminar para determinar a imediata soltura de Nejmi Aziz.

A liminar, entretanto, foi suspensa e a socialite retorna para a prisão para cumprir o restante da prisão temporária que é de cinco dias.

Leia +: Acostumada a brilhar no mais vibrante colunismo social, Nejmi Aziz ganha crônica policial na Veja

A ex-primeira-dama é alvo da operação Vertex, da PF, que investiga a prática de crimes de corrupção passiva, lavagem de capitais e organização criminosa. Um nono alvo das investigações, em Brasília, tem mandado de prisão em aberto.

No cumprimento da primeira prisão temporária, segundo a PF, Nejmi e outros alvos – entre eles, irmãos do senador Omar Aziz – recebiam, entre as vantagens indevidas, entregas de dinheiro em espécie ou por meio em negócios simulados ou superfaturados, a fim de ocultar a entrega de dinheiro dissimulado por meio de contratos de aluguel e de compra e venda.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •