Daniel Vasconcelos trocou o PMN pelo PSC, do governador Wilson Lima e perdeu o mandato (Foto Divulgação CMM)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O odontólogo Daniel Vasconcelos (PSC) que tomou posse dia 16 de junho como vereador na Câmara Municipal de Manaus foi cassado no último sábado (1º) por infidelidade partidária pelo Luís Felipe Avelino Medina, do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM).

O TRE determinou ainda que Câmara Municipal de Manaus dê posse nesta segunda-feira (3) ao terceiro suplente do PMN, Elmison Bezerra.

Daniel Vasconcelos foi eleito pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN), em 2016, numa coligação com a Rede Sustentabilidade. O odontólogo era primeiro suplente da coligação, mas em março deste ano resolveu deixar a legenda e ser filiar ao PSC, do governador Wilson Lima.

Com a ida do vereador William Abreu (PTB) para assumir a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Daniel Vasconcelos assumiu a cadeira na Câmara Municipal de Manaus, mas ao assumir o cargo já estava filiado ao PSC, cometendo infidelidade partidária.

O presidente do Diretório Estadual do PMN, Orsine Júnior ingressou no TRE-Am com ação de infidelidade partidária a cadeira de Daniel Vasconcelos foi parar liminarmente nas mãos Elmison Bezerra.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •