Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A loja de chocolates do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) recebeu 1.512 depósitos em dinheiro entre março de 2015 e dezembro de 2018. Essas informações são do Jornal Nacional, da TV Globo, que conseguiu acesso a extratos bancários da quebra de sigilo da loja, localizada no Rio de Janeiro (RJ).

Flávio é suspeito de lavar dinheiro, por meio da filial, que teria sido obtido em suposto esquema de rachadinha quando era deputado estadual.

De acordo com a reportagem, as operações teriam sido feitas de forma fracionada e sucessiva, com valores repetidos. Foram feitos, por exemplo, 74 depósitos de R$ 3 mil.

Só em 25 de outubro de 2018, teriam sido realizados sete depósitos nesse valor, totalizando R$ 21 mil. O banco onde a loja tem conta só autoriza até R$ 3 mil por envelope.

A defesa do senador Flávio Bolsonaro informou que não comenta investigações que estão em sigilo, no entanto, negou qualquer tipo de irregularidade nas transações.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •