Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ludmilla fez mais uma live na sexta-feira (22/05) e durante o show fez uma homenagem a João Pedro Matos Pinto, de 14 anos, morto durante uma operação das polícias Federal e Civil na comunidade do Salgueiro, Zona Norte do Rio, na terça-feira (19/05).

“Descanse em paz, João Pedro. Todos os meus sentimentos à família dele e todos os outros que perderam seus entes queridos nessa guerra louca. Todas as vidas importam, inclusive as pretas, tá?”, destacou a cantora.

Ela também fez uma crítica a Wilson Witzel, governador do estado, fazendo uma substituição na letra do funk Rap da Felicidade, de Cidinho.

“O pobre é humilhado, esculachado na favela. Já não aguento mais essa onda de violência, só peço ao governador um pouco mais de competência”, cantou.

A live exibida por Ludmilla teve apresentação de sua esposa, Brunna Gonçalves, e contou com a participação especial de Léo Santana, com quem a cantora divide a música Invocada. Com informações de Metrópoles.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •