Dois seguranças de uma empresa de valores foram baleados em troca de tiros durante assalto no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP) (Wagner Souza/Futura Press/Folhapress)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Após duas horas de negociações com a polícia e um assaltante ser atingido por um tiro de sniper, um bebê de dez meses e sua mãe que eram feitas reféns em Campinas foram libertadas. As duas foram rendidas na fuga de uma quadrilha que realizou um assalto a uma transportadora de valores no Aeroporto Internacional de Viracopos. O bebê saiu ileso e a mulher sofreu um ferimento na nádega esquerda.

“As negociações caminhavam muito bem até que o meliante com a arma na cabeça da refém, que tinha a filha no colo, se aproximou da porta e aumentou a agressividade de forma desconhecida, então o sniper que estava posicionado do outro lado da rua efetuou um disparo e a equipe tática fez a invasão”, afirmou o comandante do Gate, Luiz Augusto.

A mulher e a criança foram feitas reféns em uma casa no bairro Vida Nova, em Campinas, após um assalto a uma empresa de valores no terminal de carga do aeroporto. Outros dois criminosos foram mortos durante a fuga do roubo. A polícia cercou a casa com o sequestrador e negociou a liberação das vítimas no início da tarde desta quinta. No aeroporto, dois seguranças foram baleados.

A quadrilha ateou fogo em dois caminhões na Rodovia Santos Dumont (SP-075) na altura do quilômetro 68, principal acesso ao aeroporto. O crime ocorreu no terminal de cargas por volta das 10h. As lojas foram fechadas e alguns pousos e decolagens atrasaram. Os seguranças baleados foram levados para hospitais de Campinas. A assessoria do aeroporto ainda não sabe o estado de saúde dos baleados.

De acordo com a administração do aeroporto, os bandidos usavam um veículo com as cores e características da Aeronáutica. Mesmo assim, a caminhonete foi parada, mas acelerou e rompeu o portão de acesso. Mesmo com os pneus estourados pela grade de segurança os criminosos seguiram para o terminal e atiraram contra os seguranças. Depois do ataque, eles conseguiram fugir. (veja.com)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •