Foto: Sérgio Lima/Poder360
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta quarta-feira (5/8) que o projeto que discute a ampliação da quarentena para juízes que queiram se candidatar não atinge o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. Com informações de Metrópoles.

“De forma nenhuma a intenção é uma quarentena para prejudicar o ex-ministro Moro. Ele tomou um decisão certamente difícil. Acho que ele tem toda a legitimidade, todo o direito para ser candidato a presidente”, disse, em entrevista exclusiva à rádio Banda B.

O presidente da Câmara avaliou positivamente o possível nome de Sergio Moro para disputar o cargo de presidente da República. “Moro, se for candidato, e acho que está começando a se preparar para isso, certamente será um candidato forte nas eleições de 2022”, afirmou.

Maia negou ter pretensões políticas para ser candidato à Presidência da República. “Ser presidente não é uma vontade pessoal, como dizia Antônio Carlos Magalhães”, afirmou, ao dizer que quer participar de um projeto de centro e centro-direita.

“Acho que no nosso campo, vai de Ciro Gomes, o Mandetta, o próprio prefeito de Salvador. O Luciano Huck tem sempre conversado conosco. O governador de São Paulo tem sempre um nome forte. Mas precisa sair um nome único daqui para que a gente tenha chance contra Bolsonaro e o PT”, avaliou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •