Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O pastor Silas Malafaia quebrou o silêncio sobre o caso Flordelis – acusada de ser mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo – dizendo, nas redes sociais, que vê “ódio aos evangélicos” na cobertura jornalística sobre a investigação.

“O ódio e o preconceito contra os evangélicos daqueles que dizem ser contra o preconceito! O Brasil tem mais de 60 milhões de evangélicos, 2 casos dignos de repúdio de todos nós, ações do pastor Everaldo e Flordelis, colunistas de o Globo e folha,falando asneiras sobre evangélicos”, tuitou Malafaia, focando também a prisão do presidente do PSC, acusado de fazer parte do esquema de corrupção montado por Wilson Witzel no governo do Rio de Janeiro.

Ao velho estilo propagado por Jair Bolsonaro, Malafaia tentou comparar a cobertura dos dois casos com as informações divulgadas sobre “mensalão, petrolão, lava jato”.

“Ódio aos evangélicos! Quantos envolvidos no mensalão, petrolão, lava jato, crimes bárbaros e hediondos , ninguém pergunta a religião dessa gente. É tão raro a participação de evangélicos nessas coisas, quando aparece vira manchete.Nem Jesus escapou, dos 12, um era mau caráter”, dizendo, fazendo analogia com a história bíblica de que Jesus foi traído por Judas, um de seus apóstolos. (Revista Fórum)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •