Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Manaus e as demais cidades que serão sedes da Copa do Mundo 2014, contará com um plano de operação diferenciado’ de energia elétrica para o período do evento mundial. A informação foi dada pelo Secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ildo Wilson Grüdtner, nesta terça-feira (11), durante reunião do Grupo de Trabalho para a Copa do Mundo 2014 (GT-Copa 2014) do MME. A reunião ocorreu na sede da Eletrobras Amazonas Energia, em Manaus.

De acordo com Grüdtner, trata-se de um plano de operação para cobrir todas as contingências que possam vir a ocorrer durante o evento. “É um plano de operação diferenciado que sempre é aplicado quando temos grandes eventos, como, por exemplo, no período de carnaval, no período das festividades de fim de ano, entre outros. No caso da Copa, ele é mais abrangente porque teremos ações estratégicas nas distribuidoras e nas transmissoras, em nível de sistema”, explicou o executivo.

O plano de operação diferenciado é coordenado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS), órgão responsável por despachar a carga do Sistema Interligado Nacional (SIN) e que também coordena e controla a operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica, sob a fiscalização e regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Conforme informou o Secretário de Energia do MME, em Manaus o plano seguirá a mesma linha de ação dos planos que são feitos em cidades como Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, etc. “Mas, é claro que cada plano tem suas características próprias em função do sistema daquela determinada capital”, reforçou o secretário do MME.

Ele exemplificou que algumas das medidas adotadas darão redundância de segurança ao sistema elétrico. “Em algumas subestações, por exemplo, que são telecomandadas, contarão com operadores presenciais e estaremos ampliando o monitoramento do sistema. O objetivo é ter uma operação ainda mais segura”, afirmou.

Além de representantes do MME, o GT- Copa 2014 é formado por representantes de outros órgãos como:Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), ONS e empresas de transmissão e distribuição de energia elétrica relacionadas às cidades sede.

Os representantes do GT continuarão em Manaus para fazer visitas às obras que estão em curso. Na última terça-feira (11), o Ildo Grüdtner, junto com os diretores da Eletrobras, José Antônio Muniz, e da Eletrobras Amazonas Energia, Tarcísio Rosa e Marcos Vinícius Nogueira, visitaram a subestação Jorge Teixeira, em 230/138 kV, que faz parte do planejamento da Eletrobras Amazonas Energia para ampliação da interligação ao SIN.

Para oferecer o suprimento necessário ao evento Copa do Mundo, a Eletrobras Amazonas Energia construiu novas linhas de subtransmissão em 69 kV (Aparecida – Ponta do Ismael e Ponta do Esmael – Ponta Negra). Também foram construídos dois novos alimentadores (Redenção – Arena e Seringal Mirim – Arena) exclusivos para atender ao estádio Arena da Amazônia. As subestações de Seringal Mirim (Djalma Batista) e Redenção (bairro de mesmo nome), em 69 kV, também receberam ampliações com a implantação de novos transformadores.

Segundo Ildo Grüdtner, mesmo que ocorra problema com alguma obra, o plano diferenciado de operação foi feito de forma a garantir o suprimento adequado de energia elétrica no período da Copa.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •