Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) realizou, na manhã desta segunda-feira, 26, uma rigorosa fiscalização nas principais vias do Centro e Zona Sul da cidade, que resultou na remoção de oito veículos e na autuação de 141. As operações constantes do instituto fazem parte das ações da Prefeitura de Manaus para disciplinar a circulação de veículos nas ruas e avenidas da cidade.

A ação, denominada Operação Explosão, envolveu 37 agentes do Manaustrans, quatro caminhões guincho e contou com o apoio da Guarda Municipal, Polícia Militar e Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU). As infrações de desobediência às leis de trânsito foram flagradas nas ruas dos Barés, Marquês de Santa Cruz, 24 de Maio, 10 de Julho, avenidas Lourenço Braga (Manaus Moderna), Floriano Peixoto, Sete de Setembro, Joaquim Nabuco e Ayrão.

Grande parte dos veículos estava em área de estacionamento proibido por sinalização ou estacionado sobre a calçada. Os veículos removidos foram enviados para o Parqueamento da Prefeitura de Manaus, no bairro da Paz.

A Operação Explosão é realizada diariamente pelo Manaustrans em todas as zonas da cidade. Para solicitar a presença dos agentes é necessário ligar para o 0800 092 1188.

Interdição

A Prefeitura de Manaus interditou, na manhã desta segunda-feira, 26, a rua dos Barés no trecho entre a rua Pedro Botelho e avenida Joaquim Nabuco, Zona Sul. A interrupção é necessária porque a enchente do rio Negro começa a atingir algumas vias da área central e prejudica o tráfego de veículos e de pedestres.

A interdição do tráfego é monitorada pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) que direcionou agentes de trânsito para o local e sinalizou a área com divisores de concreto. Condutores estão sendo orientados a desviar do trecho interditado.

DESVIO – Quem segue pela rua dos Barés deve agora entrar à esquerda na avenida Joaquim Nabuco e seguir até as ruas Miranda Leão ou Andradas, para acessar a avenida Lourenço da Silva Braga (Manaus Moderna). A Prefeitura sugere que os motoristas evitem estacionar nas ruas que começam a ser atingidas pela enchente.

O Manaustrans está acompanhando a subida das águas e só vai decidir pela interdição de outras vias a partir do momento em que a enchente representar ameaça à segurança na circulação de pedestres e motoristas.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •