Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), lançou, na manhã desta quinta-feira, 5, Dia Mundial do Meio Ambiente, o Mapa de Atrativos Turísticos e Ambientais de Manaus. O lançamento ocorreu durante a inauguração do novo Parque Municipal do Mindu, que passou por obras de revitalização. O trabalho contou com o apoio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

A publicação é bilíngüe (português/inglês) e traz informações sobre as áreas protegidas da cidade de Manaus, tais como localização, como chegar e histórico de criação de parques urbanos, unidades de conservação, áreas de proteção ambiental – APAs e da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé. Parques da Copa, o Mindu e o Ponte dos Bilhares são destaques da publicação, que será distribuída gratuitamente nos centros de atendimento aos turistas da cidade e também oferece informações sobre pontos turísticos da cidade, além de telefones úteis.

O secretário municipal de Governo, Márcio Noronha, que representou o prefeito Arthur Virgílio Neto na solenidade de reinauguração do Parque do Mindu, ressaltou a importância da unidade de conservação municipal no contexto urbano de Manaus. “Este parque é o principal elo da cidade com a floresta. Recomendo a todos que venham e tragam seus filhos para conhecere ter esse contato de modo seguro e harmônico. É um programa que todo manauara deve fazer com a família para ver a natureza que temos tão próxima e ajudar a preservá-la”, afirmou.

A secretária municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Kátia Schweickardt, destacou o esforço desempenhado pela equipe de trabalho da Semmas para a entrega da revitalização do parque neste dia 5. “Corremos muito para poder conseguir chegar a essa data tão simbólica com o parque renovado e apto a receber os moradores e os visitantes da cidade e estamos muito felizes por isso”, comemorou.

Com a revitalização, o parque passou a contar com sinalização bilíngüe (português/inglês) nas trilhas interpretativas, estacionamento e parte administrativa. A sinalização espalhada pelo parque repassa informações sobre as espécies da flora amazônica. Há também placas que fazem o relato do histórico de criação da unidade. Orquidário, chapéu de palha, auditório e anfiteatro também foram recuperados e entregues. “A partir do próximo final de semana, o parque já retoma as atividades culturais dentro do Projeto Arte no Parque, marcando a retomada da parceria entre a Semmas e a Manauscult para realização de shows de música, dança e teatro no palco do anfiteatro do Mindu”, adiantou a secretária Kátia Schweickardt.

Segundo ela, o Mapa de Atrativos será mais um instrumento de comunicação com os moradores e visitantes que chegarem à cidade, principalmente durante a Copa do Mundo. A programação de reinauguração começou pela manhã e se estendeu ao longo do dia, contando com a abertura da “Expo Sauim, Um Cidadão Amazonense em Perigo”, exposição que ficará em cartaz no Chapéu de Palha, durante um mês, e terá um caráter itinerante, mostrando as principais características, hábitos e habitat do primata Sauim-de-Coleira.A mostra, desenvolvida em parceria com as instituições que compõem o Plano de Ação Nacional de Conservação do Sauim-de-Coleira, do qual a Semmas faz parte, é composta por fotos e informações acerca da espécie endêmica de Manaus e criticamente ameaçada de extinção.

Além da Manauscult, a reinauguração contou com a participação de representantes de outros órgãos do município, que descerraram a placa da obra. Entre eles, do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Secretaria Municipal de Educação (Semed), além de parceiros como o Senac, a Manaus Ambiental e os artesãos da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé, todos com estandes montados na I Feira Ambiental de Manaus. O superintendente do Instituto Brasileiro de Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Mário Lúcio Reis, e a secretário de Estado do Meio Ambiente e Sustentabilidade, Kamila Amaral, também estiveram presentes. As obras no parque foram realizadas com recursos do Fundo Municipal de Desenvolvimento do Meio Ambiente


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •