Foto: Divulgação/PCdoB
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O nome do advogado Marcelo Amil foi anunciado neste fim de semana pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), no Amazonas, como o pré-candidato a prefeito de Manaus nas eleições municipais deste ano. A indicação aconteceu durante uma reunião do diretório estadual, que também definiu o nome de Dora Brasil para vice da chapa “puro sangue”.

Há apenas 3 meses no partido, o advogado Marcelo Amil vem ganhando destaque na imprensa local. Peça importante de renovação, ele foi instituído como membro do Comitê Regional do PcdoB no último dia 29 de julho.  

“Me sinto extremamente honrado com a indicação do partido. Desde o primeiro momento, eu me coloquei à disposição para disputar o que o partido precisasse. Felizmente, o PCdoB entendeu que eu posso contribuir como candidato a prefeito. Vou continuar dando o meu melhor, pregando a união do partido, levando os valores que nós acreditamos para Manaus. Nós vamos mostrar que Manaus pode ser melhor. Nós não precisamos ficar preso ao atraso”.

Marcelo Amil diz estar preparado e expressou otimismo na disputa pela prefeitura da capital. Ele ainda destacou que sua campanha deve estar pautada nas prioridades para garantir uma Manaus democrática e melhor nos aspectos econômico, social e ambiental.

“Nós queremos promover o diálogo com todos os setores da sociedade. A busca por uma nova política esteve em alta desde sempre. O que acontece é que alguns candidatos que se apresentam como novo, são na verdade a materialização de sonhos antigos de grupos políticos que dominam a cidade e o Estado. Esse discurso a gente vai continuar combatendo, oferecendo alternativas e construindo propostas viáveis. Eu tenho consciência que as minhas qualificações me permitem aspirar ao cargo de prefeito e eu vou aproveitar esse tempo para mostrar isso à sociedade. Agora vamos construir uma plataforma que possa fazer Manaus avançar e que possa unir todas as forças progressistas em Manaus”.

O presidente estadual do PcdoB no Amazonas, Eron Bezerra, comentou a indicação de Marcelo Amil para a disputa à Prefeitura de Manaus.

“A escolha do Marcelo Amil, em substituição ao Balieiro por problemas de saúde, revela o compromisso do PCdoB em oferecer aos manauaras a opção de escolher um prefeito com tradição política e sólida formação técnica.”

Como as mulheres sempre estiveram e estão nas principais frentes de luta – contra a retirada de direitos, contra a violência, em defesa de melhores condições de trabalho e vida, além de serem as que mais sofrem com os altos índices de violência de gênero enfrentados diariamente – o PCdoB viu em Dora Brasil, a marca da resistência. Ela que é professora, formada em Letras, mestra em educação, tem forte atuação na luta em defesa dos direitos humanos das mulheres, dos negros e dos LGBT’S. Dora Brasil tem 40 anos de militância política, sendo 39 nas fileiras do PCdoB.

A sigla vai oficializar as candidaturas no próximo domingo, dia 6 de setembro, na sede do partido. A convenção deve ser realizada de forma mista, dividida entre presencial e virtual buscando seguir os procedimentos sanitários recomendados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Pelo menos, 200 filiados devem participar da reunião.

Perfil Marcelo Amil

Marcelo Amil é advogado, casado, rionegrino, professor de “Noções básicas de Direito” para crianças e adolescentes de uma escola na Zona Norte de Manaus e defensor geral do Tribunal de Justiça Desportivo do Amazonas (TJD-AM). Um de seus principais projetos a ganhar repercussão foi a proposta de emenda 11/2017 que mudou o Artigo 1º da Constituição do Amazonas.  A pequena alteração foi significativa para a história do Estado por dar o pleno poder ao povo amazonense.

Marcelo tem uma história de engajamento social que vem desde os 17 anos. No Ensino Médio, ele liderou manifestações na escola Francisco Albuquerque que culminaram com a mudança do prédio onde funcionava a escola, garantindo assim qualidade estrutural para os alunos, professores e demais servidores da escola.

Foi eleito presidente do grêmio estudantil da escola e, posteriormente, eleito vice-presidente da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Manaus. Lá, ele liderou as manifestações que asseguraram o pagamento da meia passagem em dinheiro na catraca e a implantação do sistema de bilhetagem eletrônica, que vigora até hoje nos ônibus de Manaus. Já foi secretário de liderança parlamentar na Assembleia Legislativa do Amazonas, pré-candidato a senador da república, pré-candidato a governador do Amazonas e candidato a deputado federal.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •