Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Diante das últimas declarações do presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, e das inúmeras reclamações de consumidores tanto da capital quanto do interior do Amazonas, o deputado estadual Marcos Rotta (PMDB) criticou e lamentou a inércia da reguladora em relação à precariedade de serviços ofertados pelas operadoras.

Na manhã desta quarta-feira (21), Rotta utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) para lamentar o “desdém” com que a Anatel trata a falta de compromisso e responsabilidade das empresas de telefonia fixa e móvel. “Nos jornais de hoje, deparei-me com a notícia de que a Anatel vai apertar o cerco às operadoras. Segundo palavras do presidente da Anatel, cujo indiciamento criminal foi solicitado pela CPI da Telefonia do Amazonas – por omissão, serão colocados novos compromissos às empresas. No entanto, até julho ou agosto, não haverá nenhum tipo de restrição de venda de produtos e linhas. Isso é um absurdo”, comentou Rotta.

Na avaliação de Rotta, há anos os investimentos das operadoras em infraestrutura não acompanham a comercialização de linhas e produtos. “Temos dados que mostram a disparidade do aumento de novas linhas e pacotes em comparação aos investimentos. Com base nesses números, temos apelados há anos à Anatel e também ao Ministério Público Federal pela suspensão da venda de linhas e produtos, mas infelizmente a agência se mostra omissa. Ou a Anatel enxerga essa realidade ou cada vez mais iremos continuar sofrendo com a precariedade dos serviços”, lamentou.

O parlamentar lamentou ainda que o não cumprimento de metas por parte das operadoras é uma realidade antiga, mas que infelizmente foi tratado “ a vistas grossas” pela reguladora. “A notícia de que as operadoras não têm capacidade para atender a demanda e que também não terão condições técnicas para investir nas arenas da Copa não é novidade para nós. Diante disso, posso afirmar que o Brasil caminha a passos largos de passar vexame por conta da precariedade dos serviços de internet”, ressaltou o peemedebista.

Ainda na tribuna, Rotta comentou que algumas empresas começaram a anunciar a instalação de serviço 4G, quando não conseguem nem disponibilizar o 3G. “Algumas operadoras estão brincando, iludindo o povo. Isso porque não têm capacidade de oferecer um serviço de qualidade”, afirmou Rotta, ao acrescentar que nos últimos dias recebeu denúncias de Presidente Figueiredo, São Gabriel da Cachoeira e Maués sobre a precariedade de serviços telefônicos.

“A Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia irá averiguar as denúncias para que sejam tomadas as devidas providências. Infelizmente, isso não se restringe ao interior, aqui na capital um condomínio está há 30 dias sem telefonia fixa, o que é inadmissível. Mas vamos buscar uma solução para esse problema”, disse.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •