Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mari Gonzalez saiu do confinamento do Big Brother Brasil 20 e já entrou em outro, devido a pandemia do coronavírus. A ex-sister revelou, em uma entrevista para a Revista QUEM, que ainda está encontrando dificuldades para se adaptar.

A ex-Panicat revelou que ainda está sofrendo: “Até hoje tem dias que choro, estou instável. Minha cabeça estava enlouquecida. Eu não estava bem com tudo que aconteceu. Acho que todo mundo está bem sensível”, disse antes de falar sobre ódio nas redes sociais.

“Acho que falta muito amor ao próximo. A internet está um caos. As pessoas só querem destilar ódio. Ódio não traz amor de volta. Temos de parar e refletir. Precisamos de empatia, amor ao próximo. Vamos respeitar, vamos amar o outro. Do que estamos sentindo falta agora? Do abraço, das pessoas, da saúde, da harmonia, do amor”, refletiu.

Uma das coisas mais difíceis para a modelo tem sido a distância dos pais: “Faz muito tempo que não os vejo, desde o Natal. Só de falar me dá vontade de chorar. No BBB, tudo que queria era abraçar meus pais e não pude fazer isso ainda”. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •