Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na tarde desta segunda-feira, Andrea Matarazzo foi oficializado candidato do Partido Social Democrático (PSD) à Prefeitura de São Paulo. O evento ocorreu no diretório municipal do partido, no Centro de São Paulo. A deputada estadual Marta Costa, também do PSD, será a candidata a vice-prefeita na chapa.

“Hoje São Paulo está enfrentado uma série de problemas graves, como nunca enfrentou antes. Mas não foi apenas a pandemia da COVID que nos levou a esta situação. Infelizmente, a gestão do atual prefeito tem sido outro verdadeiro desastre para a nossa cidade. Uma epidemia de descaso e incompetência que já dura três anos, sem que nada de verdadeiramente relevante tenha sido feito neste período. É uma administração perdida, atrasada, sem inovação, sem prioridades com os problemas reais dos paulistanos”, disse o candidato à Prefeitura de São Paulo, que já foi Subprefeito da Sé, período em que, como lembrou, costumava andar pelas ruas do centro e resolver pessoalmente os problemas da região.

A candidata a vice-prefeita, Marta Costa, lembrou que aprendeu com os pais a necessidade de ajudar e respeitar o próximo. “Administrar São Paulo é um desafio muito grande. Estou muito feliz e honrada de ter sido escolhida pelo Andrea, em quem confio muito. Ele está preparado para este desafio, está preocupado com as pessoas e espero que faça a cidade de São Paulo mais feliz, com qualidade de vida para os cidadãos”.

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, comemorou os dez anos da criação do partido e do lançamento, pela primeira vez, de uma chapa majoritária pura na cidade de São Paulo. “O PSD está consolidado como um grande partido, com propostas e bons quadros, um partido que contribui para solucionar os problemas do país. Com o lançamento da chapa Andrea Matarazzo/Marta Costa, o PSD inicia a postura que teremos daqui para frente, de lançar candidaturas majoritárias na cidade de São Paulo”, destacou. “Tenho plena confiança na vitória desta chapa de Andrea Matarazzo e Marta Costa. O Andrea representa tudo o que a cidade de São Paulo precisa”, disse Kassab. “É a pessoa mais qualificada e com grande espírito público.”

A ocasião marcou também a definição da chapa de 69 candidatos a vereador, sendo 23 mulheres (33%), que disputarão as 55 cadeiras da Câmara Municipal de São Paulo pelo PSD.

O encontro foi voltado à imprensa e contou com a participação dos dirigentes do partido, respeitando todas as normas sanitárias de prevenção ao coronavírus. Também estiveram presentes Alfredo Cotait, presidente municipal do PSD, Alda Marco Antônio, coordenadora nacional do PSD Mulher, e Ricardo Patah, coordenador nacional do PSD Movimentos.

Andrea Matarazzo tem trinta anos de vida pública e onze deles (2004 a 2016) foram dedicados exclusivamente ao município de São Paulo.

Na Prefeitura, Matarazzo, que tem 63 anos e é formado em Administração de Empresas, demonstrou toda sua experiência e ficou conhecido pela ação persistente de zeladoria, fiscalização, preservação e democratização do espaço público.

Foi implacável com a poluição visual com o projeto Cidade Limpa durante a gestão de Gilberto Kassab a partir de 2006, ajudou a combater o tráfico de drogas e a ilegalidade na região central. Retomou o terreno invadido havia anos para implantar o Parque do Povo, revitalizou os Parques do Piqueri e do Trote, recuperou e devolveu a orla da Represa Guarapiranga para os paulistanos. Realizou a Virada Cultural na cidade toda, implantou as Fábricas de Cultura nas regiões mais vulneráveis da cidade.

À frente da Secretaria das Subprefeituras, realizou o maior programa de recapeamento da cidade, em mais de mil quilômetros de ruas da cidade, pavimentou 1,4 mil ruas de terra. Foi responsável pelo mais amplo programa de reforma em calçadas de São Paulo, com 700 quilômetros de passeios revitalizados, tornando a Avenida Paulista modelo de acessibilidade no Brasil. Combateu a poluição das águas com a recuperação de mais de 100 córregos do programa Córrego Limpo junto com o governo do Estado, dando dignidade às comunidades afetadas e reduzindo os danos das enchentes.

Depois da experiência no poder Executivo da capital, foi eleito vereador, com a segunda maior votação do Brasil, mais de 117 mil votos. Nos quatro anos de mandato (2013-2016) na Câmara Municipal de São Paulo foi líder de bancada e sua habilidade com o poder legislativo garantiu que aprovasse 20 importantes leis para a cidade, que mudaram a vida dos paulistanos e geram oportunidades de renda e emprego. Entre elas:

A lei Pro-Mac, que concede recursos para a produção e formação cultural para a chamada economia criativa;

A lei da Comida de Rua, que criou oportunidades de novos empreendimentos familiares, gerando renda e dando acesso à alimentação em qualquer ponto da cidade para todas as pessoas;

A lei da poda de árvore, que agiliza serviços de conservação e poda de árvore, sobretudo as que geram risco de queda;

A lei da creche, que permite a instalação de creches onde a cidade mais precisa, na periferia de São Paulo.

Sua trajetória é marcada por trabalho, dedicação, amor e gratidão pela cidade. Com seu profundo conhecimento da metrópole, suas regiões e seus bairros, o funcionamento da máquina pública e sua legislação, Matarazzo se coloca agora para a disputa para prefeito de São Paulo.

“São Paulo acolheu e deu oportunidade para minha família imigrante construir sua história. Quero retribuir a essa cidade que amo e onde sempre morei colocando minha experiência de trinta anos de vida pública a serviço dela e dos paulistanos”, é o que costuma dizer Matarazzo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •