Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O deputado Roberto Cidade (PV), solicitou ao Secretário de Segurança Pública, Coronel Louismar Bonates e a Delegada-Geral da Polícia Civil, Emília Ferraz Carvalho Moreira, providências para a investigação da morte de Kimberly Mota, ser realizada com o devido rigor e celeridade. Ela foi morta a facadas na madrugada desta terça-feira (12) e o namorado Rafael Fernandez é o principal suspeito.

“Sabemos que o momento é muito complicado para todos, muitas mortes acontecem em nosso Estado por causa do Coronavírus, entretanto, nos deixou estarrecido a notícia veiculada pela imprensa amazonense de que a Miss Manicoré Kimberly Mota havia sido encontrada morta, no apartamento do namorado, nesta madrugada”, pontuou o parlamentar, que alertou sobre o número de casos de violência doméstica nesta quarentena.

“Não podemos fechar os olhos diante desse fato, por isso, é importante que as vítimas denunciem para não termos um final trágico, como o que aconteceu com a Kimberly, não podemos deixar impune e por isso, estamos solicitando rigor e celeridade nesse caso”, destacou.

Namorado é funcionário do TRT11

Em nota, o Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT11) informou que está acompanhando atentamente os fatos atribuídos ao servidor do órgão Rafael Fernandez Rodrigues.

O referido servidor ingressou no TRT11 em outubro de 2017, no cargo de Analista Judiciário da Área Judiciária.

Na oportunidade, o TRT11 se solidariza com a família da jovem Kimberly Mota, por perda tão irreparável e que causa a todos nós dor e indignação. O Tribunal informa, ainda, que acompanhará o desenrolar do caso para uma apuração célere e cuidadosa dos fatos.

FACADAS: Finalista do Miss Amazonas 2019 é encontrada morta no apartamento do namorado


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •