José Cruz/Agência Brasil
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Agência Brasil | O presidente da Bolívia, Evo Morales, considerou na quarta-feira (23) que as acusações de “fraude” contra os resultados eleitorais preliminares constituem tentativa de “golpe de Estado” e declarou estado de emergência. O país tem sido palco de intensos confrontos desde que foram divulgados os resultados eleitorais provisórios, que indicam vitória de Morales no primeiro turno.

Três dias depois de as urnas terem encerrado e de terem sido anunciados os resultados preliminares das eleições presidenciais, Morales quebrou o silêncio e afirmou que está “em marcha um golpe de Estado” por parte dos seus adversários políticos.

*Emissora pública de televisão de Portugal


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •