Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Enquanto a Polícia prende o “avião do trafico” com dez papelotes de droga, vários quilos de drogas, armas, munição chegam a capital de Manaus através das embarcações e da ponte Rio Negro, devido ao reduzido efetivo da Polícia Federal na tríplice fronteira (Brasil/Colômbia/Peru). Enquanto isso, os grandes traficantes continuem soltos.

A denuncia é do deputado Cabo Maciel (PR), que se mostrou preocupado com as mortes que vem ocorrendo em Manaus como acerto de contas, além do grande número de jovens vítimas de overdoses.

Cabo Maciel disse que é necessário intensificar a fiscalização nas fronteiras do Brasil a fim de deter todo tipo de ilícito e a ação do crime organizado. “O tráfico de drogas passa pela fronteira, mas ele não fica na fronteira. A droga segue com destino ao mercado consumidor”, disse Maciel, destacando que por isso, ele defende o trabalho de inteligência para saber quem está transportando e comprando essa droga na região Norte.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •