A homenagem ao vice-presidente Hamilton Mourão poderá ser acompanhada pelo canal da Escola Superior da Magistratura do Amazonas no Youtube
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou que a reforma administrativa enviada pelo Executivo ao Congresso dará “mais liberdade de contratação” ao poder público e que o governo não terá de “ficar com qualquer funcionário até o final da vida da pessoa”. As declarações foram dadas na chegada de Mourão a seu gabinete, na manhã desta sexta-feira (4). Com informações de Metrópoles.

Segundo o vice, o serviço público deve ter salários iniciais menores e promoção por merecimento, e não por antiguidade, como ocorre em muitas carreiras.

“Todo mundo vai entrar no serviço público com um salário menor e, a partir daí, haverá uma avaliação de desempenho meritocrático de modo que ele vá sendo promovido por merecimento e não por decurso de prazo”, disse Mourão.

Para Mourão, outra vantagem seria a flexibilização da transferência de servidores para suprir carência em determinados órgãos, como ocorre com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que precisou recorrer a militares para dar vazão a processos de aposentadoria parados por falta de força de trabalho. Atualmente, a legislação proíbe a transferência quando há divergência entre os tipos de carreiras.

“Os pontos principais dessa reforma é você ter uma liberdade maior de contratação, não ter que ficar com qualquer funcionário até o final da vida da pessoa, vai depender das necessidades do governo. Você tem capacidade de remanejar gente de um ponto pra outro, independentemente da função que ele ocupa”, destacou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •