O prefeito Herivaneo Seixas sacramentou a compra do terreno em 24 horas
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito de Humaitá, o judicioso e competente Herivaneo Vieira de Oliveira, conhecido como “Herivaneo Seixas” pelas muitas e tantas confusões protagonizadas ao longo de sues quatro anos de mandato, indica sofrer de alguma síndrome contrária à ortodoxia do cargo.

Volta e meia, lá está o Herivaneo metido em alguma trapalhada, com aquela que obrigou a Polícia Federal a lhe colocar atrás das grades por incitar garimpeiros revoltosos a destruir com fogo patrimônio público pertencente à União.

Hoje, uma outra e não menos escabrosa confusão, coloca o probo prefeito de Humaitá na pauta do Ministério Público e nas resenhas policiais da mídia local.

Num piscar de olhos, para ser bem simples e objetivo, Herivameo atestou, aprovou e publicou no Diário Oficial dos Municípios um pedido de compra de um terreno para construção de uma UBS com dimensões de Herivaneo Vieira de Oliveira.

A solicitação, feita no dia 1º de abril pela secretária de Saúde, Cleomar Scandolara, foi sacramentada no dia 2, com menos de 24 horas. O processo estava perfeito, sem nada faltar, apesar do tempo recorde para sua formalização, tramitação, etc. e tal.

Ah! A compra foi realizada com dispensa de licitação por R$ 120 mil.

Localizado no loteamento Buriti, o terreno pertence a Joenara Bettim Rohlelder que, conforme escritura pública e outros documentos, em 2011 comprou por R$ 5 mil. Ou seja, em menos de 10 anos, o terreno foi valorizado em 2.300 %.

O promotor Caio Lúcio Fenelon Assis Barros não gostou nem um pouco da transação, tenebrosa, como diria Chico Buarque de Holanda, na consagrada composição “Vai Passar”, e no 09 de junho pediu à Justiça o seguinte:

– Bloqueio imediato dos bens dos requeridos em valor suficiente para garantir o ressarcimento ao erário, bem como eventual multa decorrente de uma condenação por improbidade administrativa;

– Suspender imediatamente qualquer ato decorrente do Processo nº 679/2020 da Prefeitura de Humaitá para aquisição de imóvel para a construção de Unidade Básica de Saúde;

E quem é Joenara Bettim Rohlelder?

Funcionária da Câmara Municipal de Humaitá e esposa do vereador Jucinei Siqueira Barbosa, conhecido como “Levy Siqueira”.

Veja ação na íntegra o pedido do MP

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [744.14 KB]


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •