Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma mulher ficou dois meses sem saber que havia sido baleada na cabeça pelo ex-namorado. Nicole Gordon discutiu com Jerrontae Cain dentro do carro e se lembra apenas de desmaiar depois de ouvir a janela estilhaçar ao seu lado. As informações são do Uol e Metrópoles.

Depois do desmaio, Cain a levou para a casa da mãe dele, e fez Nicole acreditar que os machucados na cabeça eram por causa do vidro que quebrou durante a briga. Ela passou dois meses sentindo intensas dores de cabeça, perda de memória e problema na fala.

Ao se encaminhar para o hospital para saber o que estava acontecendo, os médicos encontraram uma bala alojada no crânio de Nicole. A equipe acionou a polícia, e contou que a mulher não se lembrava de ter levado um tiro.

Em depoimento à polícia, Cain afirmou que a namorada estava dirigindo e bateu o carro em uma árvore, o que causou o ferimento na cabeça. A explicação da cena do crime era inconsistente com a história real, e o homem foi preso apenas em janeiro de 2019, depois de ter ficado um ano foragido.

O crime ocorreu nas proximidades de Atlanta, na Geórgia (EUA), em 2017. Agora, dois anos após o crime, Cain foi condenado a 25 anos de prisão.

De acordo com amigos do casal, o americano já havia agredido Nicole em outras ocasiões. Os médicos alegaram que a vítima vai ter que conviver com a bala no crânio, porque uma cirurgia no local seria muito arriscada.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •