Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em meio à pandemia do do novo coronavírus, Géssica Souza, que ouviu falar da Igreja Adventista do Sétimo Dia durante a adolescência, decidiu estudar a Bíblia e assistir aos programas da TV Novo Tempo. Ela acompanhou a semana do NT Play Week, apresentada em pelo pastor Victor Bejota em junho, e percebeu que não podia mais ficar “em cima do muro”. “Resolvi entrar em contato com a igreja adventista central de Salvador, via chat, visto que eu já estava assistindo aos cultos on-line todo sábado, e pedir meu batismo”, compartilha.

O pastor local, Josimar Rios, ligou para Géssica e sugeriu um estudo virtual mais aprofundado. “Num primeiro momento, fiquei em dúvida, pois queria ser batizada logo e não achava necessário fazer novos estudos, mas por educação aceitei”, conta Géssica. Rios conversou com a esposa, Raquel Rios, sobre as pessoas que haviam entrado em contato e demonstrado interesse pelo batismo, mas que precisariam fazer um estudo bíblico detalhado. “Foi nesse momento em que alguma coisa me chamou a atenção e escolhi a Géssica [para estudar com ela]. Acredito que foi providência divina”, detalha Raquel.

Os estudos aconteceram na madrugada, já que Raquel tem dois filhos pequenos e o tempo era apertado durante o dia. “Só é possível arranjar tempo para aquilo que tem relevância para nós. Sempre estaremos atarefados com as demandas da vida. Mas, se realmente quisermos trabalhar pra Deus, Ele vai nos conduzir a pessoas e situações em que em nossa agenda vão caber as ações em prol do reino de Cristo. E isso nos trará muita realização espiritual”, relata Raquel. Géssica diz que nunca ficou sem respostas e que a amiga sempre estava disposta para tirar dúvidas ou fazer uma oração.

No dia 15 de agosto, Géssica assistiu ao primeiro culto presencial em um templo adventista. “Eu sabia que ela estaria lá, então aproveitei e enviei um mimo com uma cartinha, junto com a beca batismal”, conta Raquel. Antes do batismo, que aconteceu no dia 23 do mesmo mês, Raquel e Géssica só tiveram um encontro presencial, que foi para Raquel presenteá-la com uma Lição da Escola Sabatina e um pão caseiro.

Após cinco meses sem ir à igreja por causa do isolamento social, Raquel testemunhou ao vivo a decisão de Géssica e assistiu ao batismo da amiga. “Foi um momento sublime! O evangelho e seus efeitos positivos em nossa vida não têm preço. Então, poder acompanhar alguém na aceitação convicta desse evangelho traz imensa alegria, senso de utilidade espiritual e gratidão a Deus”, garante. Com informações de noticiasadventistas.org


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •