TV Anhanguera/Reprodução
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um homem, de 33 anos, foi preso nessa terça-feira (21) em Goiás suspeito de espancar a companheira e mantê-la amarrada com fita adesiva por cerca de 36 horas. O crime ocorreu no município de Posse, a cerca de 300km de Brasília.

De acordo com o delegado regional do município goiano, Alexandre Câmara, a vítima, Keilla Carneiro de Carvalho (foto em destaque), 19, vivia com o agressor há cerca de dois anos em união estável. O depoimento da jovem à Polícia Civil de Goiás indica que ela e o acusado, Leandro Sousa Sampaio, tiveram uma discussão em casa na madrugada da última quinta-feira (16).

Sampaio teria batido a cabeça de Keilla contra o chão várias vezes. Em seguida, por volta de 5h, ele a amarrou e amordaçou com fita adesiva. Após cometer o ato de brutalidade, o homem a deixou ao lado de um guarda-roupas e dormiu.

Leandro Sousa Sampaio foi preso nessa terça-feira (21/05/2019)

Ela foi solta apenas no dia seguinte, às 17h. O suspeito chamou alguns familiares e a própria irmã, enfermeira, para analisar o estado da vítima. Keilla ficou com o rosto inchado e cheio de hematomas. Segue internada, porém, de acordo com o delegado, não corre risco de morrer.

Sampaio se apresentou na delegacia de Alvorada do Norte durante a tarde dessa terça-feira (21/05/2019). Já havia um mandado de prisão preventiva contra ele. A princípio, responderá por lesão corporal e cárcere privado. Alexandre Câmera afirma, porém, que aguarda o laudo para que haja uma reavaliação do caso. É possível que se caracterize uma tentativa de homicídio. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •