Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma mulher foi presa em flagrante, na manhã desta quarta-feira (24), quando tentava entrar no Presídio Gabriel Ferreira Castilho, conhecido como Bangu 3, no Complexo de Gericinó, com maconha dentro da vagina. A informação é do jornal Extra.

Identificada como Viviane Luiza da Silva, a jovem chegou a apresentar um atestado médico de gravidez para não passar pela revista e aparelhos de Raio-X da cadeia. Flagrada com a droga por agentes prisionais, a mulher acabou confessando que o atestado era falso e a gravidez, forjada.

No documento médico entregue a funcionários do presídio, consta que a mulher estaria grávida de nove semanas e dois dias. O atestado ainda recomendava que ela não fosse submetida à revista. Viviane também possuía uma ultrassonografia em seu nome e um “Cartão da Gestante”.

De acordo com a reportagem, aos agentes prisionais, Viviane admitiu que outras mulheres têm recorrido a atestados de gravidez falsos para evitar a revista mais minuciosa. (Com informações de Extra e Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •