Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Gazeta Esportiva – O Cruzeiro segue amargando as consequências pela péssima campanha no Campeonato Brasileiro. Ainda sob o fantasma do rebaixamento, a equipe mineira foi alvo novamente de protestos. Os muros da Toca da Raposa II, o centro de treinamento do clube, foram pichados.

No protesto, foram usadas frases como “Onde estiverem, estamos de olho”, “a farra acabou”, “some do Cruzeiro”, “sevandijas”, “fora parasitas”, “fora verme”. Rapidamente, funcionários do Cruzeiro pintaram os muros para apagar as palavras.

O incidente veio justamente depois de torcedores organizados publicarem na internet imagens de uma festa com a participação do elenco, em comemoração do aniversário da esposa do zagueiro Dedé, um dia após o empate em casa contra o Avaí: A expectativa é que a direção cruzeirense reforce a recomendação para os atletas evitarem a presença em lugares públicos nesta reta final da temporada.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •