Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mycoplasma genitalium é uma bactéria que fica alojada no trato urinário e é transmitida por contato sexual, causando infecções. Ao contrário de outras doenças sexualmente transmissíveis, essa bactéria é transmitida mesmo com o contato superficial, sem a necessidade de penetração.

As primeiras referências ao Mycoplasma genitalium são de 1983, quando ele foi isolado e identificado. Hoje, a Organização Mundial da Saúde estima que a cada ano surjam 448 milhões de novos casos de transmissão desta doença em todo o mundo.

Considera-se que representa entre 25% e 30% das uretrites não causadas por gonococos nos homens. Embora também afete as mulheres, não há estatísticas a respeito do seu impacto. Algumas pesquisas revelam que o Mycoplasma genitalium é tão comum quanto a clamídia e mais comum do que a gonorreia.

Embora até o momento ela possa ser tratada com antibióticos, alguns cientistas do Reino Unido alertam que as taxas de contágio estão aumentando devido à resistência das bactérias aos antibióticos.

Mycoplasma genitalium: o que você precisa saber

O Mycoplasma genitalium é um tipo de bactéria que pode ser transmitida por contato sexual. Sua infecção pode causar sintomas diferentes em homens e mulheres. Felizmente, pode ser tratada com alguns antibióticos.

Sintomas

O Mycoplasma genitalium nem sempre provoca sintomas. Assim, uma pessoa pode estar infectada sem saber disso. Quando a infecção apresenta sintomas, estes variam entre homens e mulheres.

Sintomas em mulheres

  • Corrimento vaginal
  • Dor na relação sexual
  • Sangramento vaginal
  • Dor na pelve e no abdômen

Sintomas nos homens

  • Descarga aquosa no pênis
  • Ardor e coceira no pênis
  • Dor ao urinar

Consequências do Mycoplasma genitalium

O Mycoplasma genitalium pode causar diferentes complicações no trato urinário. Nas mulheres, em particular, pode chegar ao colo do útero e até ao útero.

As principais complicações que podem afetar as mulheres são:

  • Dispareunia
  • Disúria
  • Dor pélvica
  • Inflamação da uretra
  • Corrimento vaginal
  • Hemorragias

Nos homens, as principais complicações são:

  • Dor testicular
  • Prostatite
  • Uretrite
  • Inflamação das articulações
  • Infertilidade

Detecção da Mycoplasma genitalium

Os métodos convencionais de detecção de bactérias não são muito eficazes para o Mycoplasma genitalium, pois essa bactéria cresce muito lentamente e as culturas podem levar meses. No entanto, novos testes moleculares permitem que esse patógeno seja detectado com rapidez e precisão.

Para isso, uma amostra de secreção é extraída do interior do pênis ou da vagina e enviada ao laboratório onde é determinada a presença da bactéria e seu DNA, o que permite determinar qual antibiótico é mais eficaz para o seu tratamento.

Tratamento e prevenção

Mycoplasma genitalium é tratável com antibióticos, mas acredita-se que podem surgir mutações genéticas resistentes. A maneira mais segura de evitá-lo é com o uso de preservativos, embora sua eficácia não seja totalmente certa nesse caso específico, pois as bactérias podem ser transmitidas com um simples toque antes da penetração e até com leves carícias na região genital.

Você já conhecia esta rara doença sexualmente transmissível? Agora que você sabe do que se trata, não hesite em consultar o seu médico se sentir os sintomas. Seu tratamento oportuno pode evitar complicações de saúde. (Portal R7)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •