Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) condecorou com a Ordem do Mérito Naval, no grau de Grande Oficial, 29 autoridades, incluindo os ministros da Educação, Abraham Weintraub, da Secretaria de Governo, Jorge Oliveira, e do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (veja lista completa no fim da reportagem).

As homenagens foram oficializadas nesta sexta-feira (29/05) no Diário Oficial da União (DOU). Entre os ministros, Weintraub centraliza uma séria crise entre o governo federal e o Supremo Tribunal Federal (STF), após dizer que os ministros da Corte deveriam ser presos.

Bolsonaro também concedeu a honraria ao procurador-geral da República, Augusto Aras, e parlamentares da base do governo, como os deputados federais Hélio Lopes (PSL-RJ) e Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP).

Embaixadores, magistrados e autoridades estrangeiras receberam o mérito. A portaria com a determinação é assinada por Bolsonaro e pelo ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva.

A Ordem do Mérito Naval, criada em 1934, é destinada a militares da Marinha e, excepcionalmente, a corporações militares, instituições civis e personalidades civis e militares que tenham prestado relevantes serviços à Marinha. As informações são de Metrópoles.

Quem foi condecorado:

  • Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, ministro da Educação;
  • Marcelo Henrique Teixeira Dias, ministro do Turismo;
  • Jorge Antonio de Oliveira Francisco, ministro da Secretaria-geral da Presidência
  • Antônio Augusto Brandão De Aras, procurador-geral da República;
  • Francisco Plínio Valério Tomaz, senador;
  • Carlos Eduardo Torres Gomes, senador;
  • Irajá Silvestre Filho, senador;
  • Helio Fernando Barbosa Lopes, deputado federal;
  • Joziel Ferreira Carlos, deputado federal;
  • Luiz Philippe de Orleans e Bragança, deputado federal;
  • Luiz Armando Schroeder Reis, deputado federal;
  • André Aranha Corrêa do Lago, embaixador;
  • Maria Elisa Teófilo de Luna, embaixadora;
  • Manuel Innocêncio de Lacerda Santos Junior, embaixador;
  • Ronaldo Costa Filho, embaixador;
  • Tarcisio de Lima Ferreira Fernandes Costa, embaixador;
  • Marco Farani, embaixador;
  • João Batista Brito Pereira, ministro do Tribunal Superior do Trabalho;
  • Reinaldo José de Almeida Salgado, ministro de Primeira Classe;
  • João Genésio de Almeida Filho, ministro de Primeira Classe;
  • Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega, ministro de Primeira Classe;
  • Bangumzi Sifingo, chefe Interino de Assuntos Internacionais de Defesa – África Do Sul;
  • Fatih Birol, diretor-executivo da Agência Internacional de Energia – Turquia;
  • Rafael Mariano Grossi, diretor-geral Da Agência Internacional de Energia Atômica – Argentina;
  • Weder de Oliveira, ministro-substituto do Tribunal de Contas Da União;
  • Marisete Fátima Dadald Pereira, secretária-executiva do Ministério de Minas e Energia;
  • Marcos Rosas Degaut Pontes, secretário de Produtos de Defesa;
  • Victor Luiz Dos Santos Laus, presidente do Tribunal Regional Federal 4ª Região; 
  • André Luis Guimarães Godinho, conselheiro do Conselho Nacional de Justiça.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •