Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em uma região onde a logística é o maior desafio, a conquista dos alunos do povo Jarawara tem um gosto especial nesse Dia Nacional da Educação (28 de abril): o Ensino Mediado por Tecnologia da calha do rio Purus, da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM), formou nesse mês a primeira turma indígena.

Ao todo, 13 alunos do povo Jarawara que habitam na zona rural de Lábrea (a 865 quilômetros de Manaus) colaram grau este mês, após três anos de estudos. Os técnicos e professores viajaram a cada dois meses desde 2016 para oferecer as aulas e entregar materiais.

A viagem envolvia cerca de duas horas e meia de lancha, seguidas por um trajeto mais lento no rio Cainã e mais quatro horas entre barco e caminhada para a chegada à aldeia. O itinerário era seguido por professores e técnicos, que levavam também material didático, itens de mobiliário e a merenda escolar.

Desafios – Saindo de Lábrea, são necessários três dias de viagem para chegar a algumas das 19 escolas da zona rural atendida. Mas a viagem para levar educação aos Jarawara era a mais desafiadora de todas, como aponta a coordenadora regional de Educação de Lábrea, Edite Lima Maia.

“Fazer o trajeto até a aldeia era desafiador, pois caminhar quatro horas com merenda nas costas e outros materiais, por exemplo, não é fácil. Por isso, essa formatura foi uma emocionante e uma grande vitória para todos”, ressaltou Edite.

O esforço da equipe de técnicos e professores foi reconhecido pelos alunos indígenas durante a formatura, em cerimônia que aconteceu na Aldeia Casa Nova. A professora Rosália Rodrigues, que faz parte da equipe que atendeu os alunos nos três anos, foi a principal homenageada por seus esforços e dedicação aos Jawaras.

“Ela foi uma guerreira, enfrentando todos os desafios para estar junto da turma, e sempre com amor e dedicação. Mereceu a honraria que fez todos se emocionarem, tanto alunos quanto seus pais”, lembrou a coordenadora.

Outros destaques no projeto são o coordenador do Mediado Tecnológico, professor Francisco Alves; o prefeito de Lábrea, Gean Barros; o vice-prefeito Mabi Canizo e a secretário municipal de Educação, Jesus Batista. Edite Lima afirmou que o auxílio incondicional – adequando a escola, possibilitando aulas à noite, levando material e ajudando com combustível, por exemplo – foram fundamentais. Eles também ajudaram na festa.

Futuro – Em 2018, a turma dos Jarawaras começou um novo curso, em uma parceria firmada entre Seduc-AM e o Instituto Federal do Amazonas (Ifam), na modalidade concomitante. No próximo ano, os alunos concluirão a formação em Técnico em Floresta.

Data – Celebrado mundialmente no dia 28 de abril há 18 anos, o Dia da Educação foi estabelecido pelo Fórum Mundial de Educação em Dakar, Senegal. A data busca incentivar e conscientizar a população sobre a importância da educação e engajar os cidadãos na construção de valores essenciais na vida em sociedade e do convívio saudável tanto na escola quanto em casa.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •