Complexo viário Ministro Roberto Campos. Foto: Altemar Alcantara
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Integrando o complexo viário Ministro Roberto Campos, inaugurado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto na segunda-feira, 29/6, a nova estação de transferência São Jorge foi aprovada pelos usuários do Sistema de Transporte Coletivo nesta terça-feira, 30, durante o primeiro dia de funcionamento efetivo da estrutura, composta por duas plataformas e que funciona fazendo a integração de linhas de diferentes zonas de Manaus.

“Eu estava curioso e decidi passar por aqui, para ver como era, e confesso que estou impressionado com a praticidade e a segurança no local. É tudo muito moderno”, destacou o aposentado Rodiney Leite, 63, que seguia para o centro da cidade vindo do Lírio do Vale.

A estação apresenta mais facilidades aos passageiros, com alta tecnologia e ambiente agradável, oferendo, ainda, maior segurança a usuários e pedestres, contando com passarelas dotadas de elevadores, que permitem a travessia na avenida Constantino Nery.

A plataforma no nível inferior, na alça de retorno ao São Jorge recebe linhas de ônibus alimentadoras exclusivas, fazendo conexão entre os bairros São Jorge, Lírio do Vale, Vila da Prata, Santo Agostinho e Ponta Negra, com os ônibus articulados que acessam o nível superior, que vão até o Centro ou para os outros bairros das zonas Oeste, Leste e Norte.

“O prefeito Arthur está imprimindo um novo padrão no sistema de transporte coletivo, uma vez que teremos até o final de sua gestão mais três estações no mesmo modelo dessa do complexo viário da Constantino Nery”, destacou o diretor-presidente do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Francisco Bezerra.

Facilidade

Complexo viário Ministro Roberto Campos. Foto: Altemar Alcantara

O passageiro que pagar sua passagem em dinheiro na linha alimentadora, ou seja, no ponto de origem, receberá um cartão eletrônico na plataforma inferior com direito a um crédito para fazer a integração na plataforma superior.

Os usuários também podem iniciar viagem na estação de transferência utilizando o Cartão Cidadão ou por meio do pagamento em dinheiro, na bilheteria da plataforma superior, o valor pago pela passagem será creditado em cartão eletrônico (smart card), que libera o acesso nas catracas. A primeira via do Cartão Cidadão é gratuita, por isso, é importante guardá-lo.

A podóloga Simone Oliver, 54, usou a estação pela primeira vez e aproveitou para tirar o Cartão Cidadão. “Eu dependo de ônibus, decidi vir aqui para analisar o itinerário e ver se seria a melhor opção para eu ir ao trabalho. Estou impressionada com a modernidade da estação e o que mais me surpreendeu foi a possibilidade de poder tirar o meu vale-transporte, agora eu vou poder usar o serviço de integração temporal, o que vai facilitar muito a minha vida, porque eu posso recarregar meu cartão aqui também”, disse.

Modernidade

O embarque e desembarque de passageiros é feito por portas automáticas, que têm abertura e fechamento acionados remotamente, por um sensor controlado pelos próprios motoristas dos coletivos. “Quando a gente para na estação, dentro de um perímetro determinado, nós acionamos a abertura da porta e, automaticamente, o sensor da estação reconhece e libera a entrada e saída dos passageiros, quando fechamos ele faz o mesmo processo. E, para a segurança dos passageiros, nós somos avisados por um semáforo que nos indica se já podemos seguir viagem”, explicou o motorista Ediney Oliveira Brito, 41, que atua há 18 anos como operador do transporte coletivo.

Complexo viário Ministro Roberto Campos. Foto: Altemar Alcantara

Os passageiros dispõem de cadeiras para aguardar os ônibus, além de bebedouros e banheiros masculino, feminino com acessibilidade para Pessoas com Deficiência (PcDs). O autônomo João Ederaldo da Silva, 65, destacou a importância de que a população zele pelo patrimônio público. “É tudo muito prático e bonito, tem acessibilidade, banheiro e até um monitor, para vermos o horário que o nosso ônibus vai chegar. É coisa de primeiro mundo, eu espero que todos os manauaras e turistas, também, possam preservar essa maravilha”, destacou. A estação São Jorge conta com vigilância 24 horas da Guarda Municipal.

As rotas e localização da frota também podem ser acompanhadas pelo aplicativo “Cadê Meu Ônibus”, que já dispõe da opção de recarga on-line de créditos. A estação ainda conta com uma porta ao final do corredor central, que funcionará somente como saída de emergência.

Linhas

– PLATAFORMA SUPERIOR

Farão parada na estação de transferência todas as linhas troncais, que já utilizam a faixa exclusiva do transporte coletivo, junto ao canteiro central da Constantino Nery.

– PLATAFORMA INFERIOR

019 – Vila Marinho / Compensa / Avenida São Jorge

020 – Conj. Augusto Montenegro / Cel. Teixeira / Estação São Jorge


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •